Tendências de tecnologia da maior feira de varejo do mundo

Grasiela Tesser é diretora executiva da NL Informática, palestrante em eventos de varejo, e viaja o mundo em busca de inovação.

Na Super Rio ExpoFood, ela apresentou em primeira mão os insights de tecnologia para o varejo da NRF 2019, a maior feira de varejo do mundo.

Um novo consumidor

Assim como o mundo mudou, as relações entre o consumidor e as marcas também sofreu alterações.

Grasiela lembra que hoje, o poder está cada vez mais na mão do consumidor.

“Temos um consumidor que, com tanta informação que recebe, tem menos paciência. É o que eu chamei de geração micro-ondas, que quer tudo quente e agora. Realmente, não temos mais paciência para esperar uma entrega no dia seguinte.”

Segundo ela, isso está mudando a forma com que o cliente pesquisa sobre as marcas, como ele busca o produto que quer, o que ele aceita ou não esperar.

“Tem aberto um leque muito grande de possibilidades, porque se antes concorríamos com quem está do nosso lado, hoje concorremos com o mundo.”

O ponto é que hoje, nesse novo cenário, está muito mais fácil para o consumidor ter o que quer.

“Não é só a maneira com que ele quer consumir, mas o que ele quer consumir. Isso tem moldado o relacionamento do consumidor com o varejo.”

Tecnologia como meio e não como fim

Quando se fala em tecnologia, é comum ligarmos o termo a robôs.

Mas, curiosamente, Grasiela compartilhou uma pesquisa que revelou que a maior parte das pessoas prefere o contato com gente e não com robôs.

“Na verdade, o robô é importante quando olhamos para a tecnologia. O que falo muito nas palestras é que temos que olhar a tecnologia como meio e não como fim.”

Grasiela explica que o robô é importante do ponto de vista operacional, porque ele pode trazer vantagens operacionais para as empresas.

Mas, pensando no consumidor, ele com certeza quer algo humanizado.

Colocar muita tecnologia dentro da loja sem sentido faz com que ele [o consumidor] mais se assuste com aquilo do que efetivamente curta. Tem de ter a dosagem correta.

Segundo ela, pesquisas já comprovaram que o consumidor não quer mais aquela coisa do vendedor o tempo inteiro: “posso ajudar?”.

“Não é esse tipo de contato, mas um contato humanizado. É um bom dia, uma atenção. Porque, infelizmente, ainda vemos no varejo o consumidor entrar na loja e o vendedor estar no WhatsApp.”

Tendências do varejo nos próximos anos

Na Super Rio ExpoFood, Grasiela deu alguns exemplos do uso da tecnologia que ela viu em recente visita à China.

Veja os dois principais a seguir, com as respectivas justificativas da especialista.

Mobile

“Ainda temos muito caminho no online. Temos um caminho a percorrer no comércio eletrônico, para, efetivamente, fazer um casamento melhor entre físico e digital.

Entender as possibilidades que temos no mobile, pois ainda estamos explorando pouco. Tudo está na mão das pessoas, então temos de olhar para o celular.

Mas, acho que ainda temos um caminho a percorrer nas tecnologias básicas. Por exemplo, ter a informação correta do horário de funcionamento da loja no Google.

Ainda perdemos um pouco nisso, então ainda temos uma evolução para fazer no digital, em pequenas coisas.”

Uso de dados

“Qualquer varejo vai morrer se não entender a importância dos dados. Temos uma tendência em achar que se não contratar um software super caro e investir em mega tecnologia, não temos informação.

Um cupom fiscal, uma nota que emitimos no fim do dia tem tanta informação! Do tempo que a pessoa ficou no PDV [ponto de venda], do que ela comprou, do perfil da pessoa. Tem muita informação rica ali.

É claro que tem uma série de dados, estatísticas, softwares que podem fazer a coisa ser super sofisticada, mas temos de lembrar que não é porque não estamos no ponto de fazer o sofisticado que não temos de fazer o simples.

Se a empresa não tiver um e-commerce, ela vai morrer? Não, não vai. Ela vai continuar existindo e tendo loja física.

Se ela não olhar os dados, ela vai morrer? Aí, eu acho que sim.”

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *