Série Sites e Plataformas (1/4) - Conceitos fundamentais

Assista à primeira aula da série Sites e Plataformas, com Rodrigo Galvão. Se preferir você pode ouvir nosso podcast falando sobre este mesmo tema e fazer o download do material de apoio.

Assista ao vídeo:

Escute o podcast sobre o tema:

Material de apoio :

Essa é a terceira série de Marketing Digital do portal Eu Sou Empreendedor. Com ela você vai aprender mais sobre sites e plataformas digitais para o seu negócio. Como criar uma plataforma do zero, quais conceitos você deve ter em mente, quais são as principais ferramentas gratuitas que podem ajudar são alguns dos assuntos que serão abordados.

Na quarta e última aula dessa série, Rodrigo falará também de Google Analytics, uma ferramenta poderosa para monitorar o seu negócio e ter melhores resultados.

Por que ter um site?

“A sua plataforma digital, qualquer que seja seu tipo de site, é extremamente importante para o sucesso do seu negócio. Porque é lá que vai ocorrer toda a mágica da conversão”, explica Rodrigo.

Uma dúvida muito comum dos empreendedores é justamente se é necessário mesmo ter um site. Muitos pensam que basta estar na redes sociais. Mas, atenção. Não cometa esse erro!

Para você entender melhor essa questão, Rodrigo cita uma frase curiosa: “Nunca construa o seu castelo em um terreno alugado”. Ou seja, a página ou perfil na rede social tem uma função diferente do seu site.

Se você tiver uma plataforma muito bem estruturada, pode usar qualquer rede social com duas finalidades:

1) Geração de tráfego para seu site;

2) Análise e engajamento do relacionamento com seu público.

Com isso, você deve pensar na rede social como uma plataforma para gerar tráfego e se relacionar. E no site, você se preocupa em vender, pegar cadastros, ou seja, os objetivos de conversão.

Para exemplificar a frase citada por Rodrigo, lembra do Orkut? Imagine se sua marca tivesse construído um “castelo” no orkut (o terreno alugado)? É assim com qualquer rede social.

Tipos de site

Rodrigo listou seis tipos de site, que são os mais comuns.

Institucional

Basicamente, o site institucional é construído e não sofre grandes alterações ao longo do tempo. É uma apresentação da marca.

Dinâmico

Muda com o tempo, de acordo com cada campanha ou momento da marca. A disposição dos conteúdos no site pode ser mexida a qualquer tempo.

Blog

Uma coisa é o blog e outra é a sua plataforma oficial. O blog tem o objetivo de gerar autoridade para a marca dentro de determinado segmento de mercado, além de gerar tráfego para a sua plataforma principal.

Hotsite

O Hotsite tem data para começar e para terminar. Por exemplo páginas de sorteios e eventos.

Ecommerce

Nessa modalidade, você tem uma loja e faz venda de produtos seus para terceiros. É uma loja virtual clássica.

Marketplace

O marketplace é um site que une a oferta à demanda. Por exemplo, o Airbnb, que une pessoas que querem oferecer apartamentos a pessoas que querem alugar apartamentos. Ele faz o meio de campo e pega uma comissão dos dois lados. Ele une as duas pontas mas não vende nenhum produto dele.

Próximas aulas

Já está no ar o calendário de vídeos e podcasts gratuitos de maio! Confira abaixo a programação da série Sites e Plataformas, com Rodrigo Galvão.

Dia 11 – Como desenvolver ou aprimorar sua plataforma

Dia  18 – Ferramentas gratuitas e boas práticas

Dia 25 – Como utilizar o Google Analytics para monitorar o seu site

Se você perdeu os episódios anteriores confira: mês de março e mês de abril.

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *