7 Pecados Que Você Não Pode Cometer No Seu Negócio – PARTE 2 - Série Qualidade nas Organizações (3/4)

Está no ar a terceira aula da série “Qualidade nas Organizações”, com Marcelo Marques. Se preferir você pode ouvir nosso podcast falando sobre este mesmo tema e fazer o download do material de apoio.

Escute o podcast sobre o tema:

Material de apoio :

4. Não identificar o que é prioritário corrigir

A administração de um negócio funciona por meio do planejamento, organização, direção e controle. O planejamento define o que e como você vai atingir. Na organização você vai montar sua estrutura para alcançar seus objetivos.

Na direção você vai lidar com pessoas, e no controle você vai identificar se os objetivos foram alcançados ou não.

“Se o controle descobre que os objetivos que você traçou não serão alcançados, o que é preciso fazer? Implementar uma ação corretiva.” A essência do controle da sua empresa é essa ação corretiva.

Mas correção custa dinheiro, leva tempo e consome recursos diversos. Então, toda vez que identificar uma necessidade de correção, você vai ter que corrigir?

“A resposta é não. A ação corretiva deve ser sempre pragmática. Só corrige se valer a pena.”

No processo de correção, você precisa estabelecer ordem de prioridade. O que vai ser corrigido primeiro? Para definir isso, Marcelo traz a famosa Matriz GUT.

pecados que você não pode cometer no seu negócio

Cada uma das variáveis será numerada de 1 a 5, conforme a imagem acima. Por exemplo na variável G (Gravidade), 1 quer dizer nada grave e 5, extremamente grave.

Depois, é só aplicar a fórmula OP = G x U x T (ordem de prioridade é igual à gravidade vezes urgência vezes tendência).

5. Não se comunicar com o seu cliente

A comunicação hoje acontece multicanal. “Se você tem um pequeno negócio e possui rede social, acredite, seu cliente vai falar de você, de maneira boa ou ruim.”

Não se comunicar com seu cliente é um pecado que você não pode, em hipótese alguma, cometer.

6. Não inovar e mudar

Se tudo muda, e você não, ainda que você esteja bem, a cada mês você vai ficando para trás. “Você precisa, sim, de mudanças. Elas precisam ser planejadas e, mais do que isso, implementadas.”

A inovação não é exclusiva das grandes empresas. “A observação do seu negócio pode gerar uma inovação, e essa inovação alavancar seu negócio a níveis imensos. O céu é o limite.”

7. Não fidelizar seus clientes

O cliente insatisfeito é aquele que não teve suas necessidades atendidas. Ele tinha uma expectativa que não foi atendida. “Isso você deve evitar a qualquer custo.”

Já o cliente satisfeito é a média. Ele tinha uma expectativa e ela foi atendida.

Por sua vez, o cliente encantado é aquele que tinha uma expectativa e ela foi superada. Esse cliente encantado é o que vai ser fidelizado. “Porque ele vai criar com você um vínculo emocional que vai torná-lo seu advogado.”

É esse cliente encantado que vai defender sua marca e ainda indicar seus produtos ou serviços para outras pessoas.

Perdeu os 3 outros pecados?

Descubra quais são os outros três pecados que você não pode cometer no seu negócio na Parte 1 desse aula!

E não perca o quarto e último episódio da série “Qualidade nas Organizações”, com Marcelo Marques.

Dia 28 – O Japonês na sua empresa … Tá preparado? Saiba como usá-lo ao seu favor.

Aguarde! Em breve divulgaremos o calendário de vídeos e podcasts de Junho!

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *