Cobertura RH-Rio 2018: congresso de gestão e recursos humanos

Nos dias 15 e 16 de maio, profissionais de recursos humanos se reuniram no RH-RIO 2018. Esse é o maior congresso de RH do estado do Rio de Janeiro. Promovido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-RJ), o evento foi realizado no Centro de Convenções do Windsor Oceânico, na Barra da Tijuca. Já é a 44ª edição.

Considerado o mais importante Congresso de Gestão de Pessoas do Rio de Janeiro, o RH-RIO 2018 reuniu diretores e profissionais das principais empresas do país. O objetivo era avaliar tendências do setor corporativo, realizar networking e proporcionar uma oportunidade de benchmarking com as práticas mais atuais do RH.

O tema desse ano foi “O Futuro em Nossas Mãos”. O RH-RIO trouxe para o centro do debate o que as organizações e os profissionais podem fazer para que as mudanças tão almejadas pela sociedade sejam alcançadas. Sustentabilidade, diversidade e ética estiveram entre as questões aprofundadas nesse debate.

RH-Rio 2018 reuniu mais de 3 mil pessoas

Mais de 3 mil pessoas estiveram presentes nos dois dias. Na abertura, o ministro do Trabalho, Helton Yomura, destacou os avanços que a modernização da legislação trabalhista trouxe para o país.

RH-RIO 2018
Ministro do Trabalho, Helton Yomura discursou na abertura do RH-RIO 2018 (Foto: Divulgação)

“Foram 70 anos de engessamento das relações de trabalho. Agora, com o home office, o trabalho intermitente e o trabalho autônomo, entre outras atualizações, o país está preparado para lidar com as demandas do mundo atual”, afirmou Helton.

Palestras, networking e feira de negócios

Inovação, inspiração, atitude e conhecimento. Essas quatro palavras foram os pilares do RH-RIO 2018. O congresso buscou despertar o protagonismo do RH hoje, responsável pelas mudanças de amanhã.

Um dos enredos foi  a necessidade de as empresas de investirem em novas formas de negócios. Por exemplo, a indústria criativa. Nesse contexto, o congresso propôs uma discussão sobre o papel do RH em fomentar uma cultura inovadora, empreendedora e cooperativista nas organizações.

Os temas das palestras questionavam como as organizações estão se adaptando aos desafios que o mundo contemporâneo provoca. Foram discutidos o impacto das novas tecnologias, a construção dos novos modelos organizacionais e a formação das novas competências.

Outra questão levantada foram os efeitos da velocidade das transformações nos modelos de educação e formação dos profissionais, gestores e líderes.

E uma quarta questão foi a Cidadania Corporativa. O objetivo foi gerar uma reflexão do papel social das empresas que vai além do gerador de riquezas e empregos, discutindo também o seu papel de formar cidadãos a partir de um espaço inclusivo.

Cobertura Eu Sou Empreendedor

Nossa equipe acompanhou o RH-RIO 2018 e entrevistou alguns dos palestrantes. Confira as entrevistas a seguir!

Analisa Brum: como montar uma estratégia de endomarketing

Claudio Miranda: ele transformou uma comunidade com a sustentabilidade

Eliana Dutra: como um coach atua no estresse e solidão profissional

José Haddad: autocoaching e motivação no mundo corporativo

Alessandra Cavalcante: como o RH pode ajudar no sucesso do negócio

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *