Rafael Levy: como conectar grandes empresas a startups

Ele desenvolve projetos de consultoria para empresas de diversos setores, e é especializado em criar redes de inovação. Rafael Levy é diretor e fundador da 100 Open Startups, que conecta grandes companhia a jovens empresas.

Conversamos com Rafael Levy no evento .Futuro, que aconteceu nos dias 17 e 18 de maio no Rio de Janeiro.

“Vemos hoje um movimento muito maior das empresas no relacionamento com as startups. Há poucos anos, quase não se falava disso. Mas as grandes empresas começaram a perceber a necessidade de, em alguns aspectos, interagir com o ambiente de startup.”

Rafael Levy destaca que hoje já vemos várias formas novas de interação e vários tipos diferentes de relação entre grandes empresas e startups. “É o que chamamos de Corporate Startup Engagement.”

100 Open Startups

Depois de um processo, os resultados geram o Ranking 100 Open Startups, que destaca anualmente as startups mais atraentes na visão do mercado. A lista é publicada pelo Valor Econômico e usada como referência por grandes empresas e investidores.

“O ranking mede a quantidade e o tipo de contrato que essas startups estão assinando com o mercado corporativo. Para participar do ranking, basicamente a startup tem que ter contratos firmados com grandes empresas, entre os 16 tipos de contrato que mapeamos. É só se inscrever no programa e ir lá no site declarar esses contratos, e validamos essa informação.”

Para as startups que ainda não possuem contratos com grandes empresas, não é impossível entrar na lista. Rafael lembra que a 100 Open Startups ajuda qualquer tipo de empresa. “As que estão no ranking estão no nível 5 do nosso processo. Mas quando qualquer uma se cadastra, fazemos uma conexão delas com nossa rede de executivos e especialistas.”

Quando o empreendedor entra nessa rede e coloca sua ideia, começa a receber feedback e validação da sua proposta. E isso especificamente de pessoas do setor em que ele atua. Assim, ele consegue rapidamente obter 100 validações, para avaliar se sua proposta vale, de fato.

“Tentamos ajudar o empreendedor desde a proposta inicial até ele ter esses contratos e poder receber investimento.”

Além de executivos de grandes empresas, a rede da 100 Open Startups conta também com investidores-anjo. “Tipicamente, são executivos que têm um interesse pessoal, querem investir dinheiro mas também têm o conhecimento e querem ajudar a startup a crescer.”

Dicas de Rafael Levy para startups

Conhecer o processo

“Hoje acho que é o básico o empreendedor ter conhecimento do processo. Conhecer como se faz para criar uma startup.”

Validar

“Um dos pontos mais difíceis de se fazer com sucesso é o empreendedor validar a proposta dele. É nisso que tentamos ajudar no 100 Open Startups.”

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *