Principais tendências de marketing digital em 2019

Criar relacionamento com clientes, estabelecer negócios ou construir identidade de marca.

Não importa qual é o objetivo da empresa, nos últimos anos todas as estratégias de marketing digital estão se desenvolvendo ao redor do conteúdo.

tendências de marketing digital em 2019

Resultados exponenciais são frutos do novo marketing. Por conta disso, pesquisas e especialistas indicam quais técnicas serão boas apostas para 2019.

Conteúdo em vídeo

Tendência em 2018, o conteúdo audiovisual continua crescendo neste ano.

Como muitos youtubers estão insatisfeitos com ações dentro do YouTube,como a retirada de vídeos por conta de direitos autorais, os criadores de conteúdo podem migrar para outras plataformas de vídeos.

É o caso de streamers (usuários que gravam transmissões ao vivo de games), que procuram sites alternativos, como a Twitch.

O Instagram também continuará em alta. Tanto o IGTV como o Instagram Stories, que teve crescimento muito rápido, serão boas apostas em 2019.

“No último ano nós vimos muitas marcas usando o Stories e essa estratégia terá crescimento ainda maior por ser um tipo de postagem mais do ‘dia a dia’. As pessoas querem sentir-se próximas com esse conteúdo mais humano e informal. É a humanização das marcas”, explica o especialista em marketing digital, Alison Zigulich.

Podcasts

Apesar de não ser uma mídia nova, os podcasts estão se popularizando nos últimos anos.

Conhecido como “entretenimento de trânsito” por ser consumido por motoristas, a vantagem em relação ao conteúdo audiovisual é que ele pode ser consumido de maneira offline.

Aplicativos importantes estão aderindo a esse tipo de áudio, como o Spotify.

Marketing de influência

A definição de “influenciador digital” mudou. O termo costumava significar criadores de conteúdo desconhecidos e independentes, que faziam gravações no próprio quarto.

Mais maduros e com consciência do poder de formar opiniões, agora os influenciadores são reconhecidos como profissionais.

Os resultados de pesquisas sobre a eficiência do marketing de influência em campanhas de publicidade não mentem. Dados da Linqia mostram que 86% dos profissionais da área utilizaram o marketing de influência em 2017.

Entre os entrevistados, 92% afirmam que o marketing com influenciadores digitais é eficiente. A Geração Z é o público mais atingido.

O Google declarou que 70% dos jovens de 13 a 19 anos são mais influenciados por youtubers do que por celebridades da TV.

Por mais popularidade que tenha nas mídias sociais, esse não deve ser o fator fundamental para que o influencer seja escolhido para a campanha.

“Acredito que as marcas prestarão mais atenção a influenciadores com credibilidade nas redes no tema ao qual fazem parte, em vez de focar apenas nos números de seguidores. Vemos diariamente na Kickante (plataforma de crowdfunding) que o marketing de influência só dá resultado direto em dinheiro quando o influenciador de fato tem credibilidade no assunto”, aponta a CEO da Kickante, Candice Pascoal.

Para facilitar a escolha do profissional mais adequado, há plataformas disponíveis no mercado que fazem a conexão entre empresas e influenciadores, desenvolvem a campanha e medem o ROI.

Algumas delas são especialistas em uma categoria de influencer (como microinfluenciadores, por exemplo) ou trabalham com todos os tipos. Um exemplo é a influu, ecossistema de influenciadores digitais.

A COO da influu e youtuber de empreendedorismo Talita Lombardi explica como é feita a escolha do profissional: “Na plataforma, as empresas podem fazer campanhas de acordo com o público-alvo. O influenciador não necessariamente será do mesmo ramo do produto ou serviço”.

Marketing de Performance

Os profissionais estão aprimorando o modo como fazem mídia paga.

Os investimentos nesse tipo de estratégia aumentaram, ao mesmo tempo que os valores também cresceram.

“Performance já está em alta. É necessário pensar em ROI, não só no [conteúdo] orgânico. O Facebook aumentou 30% do custo de CPM porque os anunciantes dobraram de 2018 para 2017″, aponta Alison Zigulich.

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *