Planos e preços de espaços de coworking

A procura por espaço de coworking só cresce. Trabalhar em um escritório com pessoas de empresas diferentes pode ser incomum para alguns. Mas esse modelo de trabalho está crescendo no país. Os escritórios compartilhados são uma ótima opção para profissionais autônomos que trabalham como home office e querem sair do “isolamento” em casa. Também são foco de startups.

Em uma mesma sala é possível encontrar, por exemplo, empreendedores, profissionais de TI, jornalistas, estilistas, designers e organizadores de eventos. Cada um em seu canto, com seu notebook e uma caneca de café.

Se você está começando seu negócio agora e ainda não quer arriscar um espaço físico só para a sua empresa, muitos dos espaços de coworking já têm até planos especiais focados para necessidades de startups.

Cuidados –  Todo mundo sonha em trabalhar de casa, ter um horário flexível e etc, não é mesmo? A questão é que trabalhar em esquema de home office nem sempre acaba dando certo.

Tem que ter muita disciplina, para não passar o dia deitado no sofá. Uma hora cansa, você quer ver gente, trocar ideias ou mesmo sair um pouco de casa. Para isso os espaços de coworking são perfeitos, pois eles proporcionam um ambiente descontraído e que estimula a troca de ideias entre as pessoas. Também são ótimos para pequenas empresas que não querem gastar uma fortuna para montar um escritório.

coworking

Conheça alguns coworkings no Rio de Janeiro

My Office – Os espaços, que ficam na Barra da Tijuca e no Leblon, funciona 24 horas e oferecem apoio administrativo, lockers, espaço de integração, sala de reunião, sala de treinamento, internet e central telefônica. Numa árvore feita de hastes flexíveis, os empresários podem colocar seus cartões e trocar contatos. O espaço possui, ainda, as cabines, que são estações de trabalho individuais. O valor mensal custa a partir de R$102.

Nitis Office – Localizado no Edifício Odeon, na Cinelândia. O Nitis Office disponibiliza 80 metros quadrados de espaço, tendo 25 postos de trabalho divididos em duas salas de coworking e sala de reunião. Há ainda infraestrutura de escritório (internet, projetor, quadro branco) e um espaço lounge, no qual os empreendedores que dividem o espaço podem trocar ideias e fazer um lanche. O valor mensal custa a partir de R$90.

Templo – O casarão na Gávea define-se como um espaço multidisciplinar de coworking criativo e oferece diferentes estruturas e planos de utilização. No plano Flex Desk, por exemplo, o empreendedor não tem lugar fixo dentro da casa. Há ainda um ateliê coletivo para artistas. Todos os planos incluem luz/energia, gás, sala de reunião, desconto nos almoços e cursos do Templo, happy hour às quintas e água, mate e café o dia inteiro. A casa funciona do primeiro que chega até o último que sai e conta também com uma cozinha disponível para todos. Há ainda uma programação de aulas, workshops e cursos que seguem a filosofia que chamam de “surrealismo pedagógico”. O valor mensal custa a partir de R$750.

Outras opções para os cariocas

WeCompany – Profissionais de diferentes segmentos convivem no espaço de 160 metros quadrados, que fica dentro do shopping Downtown, na Barra. Há planos mensais, anuais ou diários, de acordo com a necessidade dos empresários. Os associados contam com internet wi-fi ilimitada, estrutura de telefonia digital, serviços administrativos em geral, além de salas de reuniões com capacidade para até dez pessoas e infraestrutura para a realização de treinamentos e mini-workshops. O valor mensal custa a partir de R$275.

Space Coworking – O Space Coworking (antiga Casa Luz) tem mais de 40 postos de trabalhos espalhados nos nove ambientes da casa, que fica em Botafogo. Além das mesas de coworking, o espaço tem sala de reuniões e o que chamam de “Sala do Harry Potter”, que é uma biblioteca com pufes para leitura e relaxamento. Tem ainda uma varanda com mesas ao ar livre e mesinhas, que servem tanto para trabalho como para refeições. Além de água e café, o espaço oferece aos co-workers jujuba e pipoca. O valor mensal custa a partir de R$620.

Mères – Você pode ter o seu próprio espaço de reunião na Barra da Tijuca. Compartilhe o escritório com outros profissionais, divididos por vidro para mais individualidade, internet por link dedicado e redundante, Wi-Fi, a cabo e instalações elétricas individuais, telefone opcional, água e café. O valor mensal custa a partir de R$179.

Conheça alguns coworkings em São Paulo

Ivy Office Na Vila Mariana, são 12 escritórios privativos que comportam de 2 a 16 pessoas, totalmente mobiliados, incluídos todos os serviços que sua empresa necessita. A copa tem o acesso livre aos usuários, equipado com microondas, filtro de água, geladeira e sanduicheira. Na sala de descompressão, você pode se reunir e relaxar, jogando video-game. O valor mensal custa R$450.

GT Privative Offices – Já imaginou trabalhar na Avenida Paulista? Os espaços de coworking são diferenciados por ter apenas três colegas por sala. Contemplam salas de reunião e telefone comercial. Independentemente do tamanho da sua equipe, todas as estações possuem acesso à internet (Wi-Fi), telefone e acesso aos serviços de copiadora, scanner e impressora. O valor mensal custa R$999.

Impact Hub A comunidade do Impact Hub São Paulo é composta por negócios e projetos que promovem impacto positivo na sociedade no nível local e global. Os membros são empreendedores, investidores sociais, freelancers, ativistas, criativos, consultores, intra-empreendedores atuando em grandes organizações, estudantes, educadores, futuros empreendedores e qualquer pessoa e/ou organização interessada em direcionar suas atividades a uma realidade mais sustentável. O valor mensal custa R$350.

Go Work A Go Work é na verdade uma rede de coworking com cinco endereços em São Paulo. Todas as unidades são super bem localizadas e de fácil acesso. O local disponibiliza estações de trabalhos exclusivas com gaveteiros e locker individuais. O valor mensal custa R$500.

MyHub Coworking Localizado em Santana, o MyHub foi o primeiro espaço de coworking da Zona Norte e está bem pertinho do metrô Santana e do Shoppping Center Norte. O local ainda conta com eventos de relacionamento e palestras regulares. O valor mensal custa R$550.

Estação Coworking O ambiente bem iluminado no coração da Vila Madalena é perfeito para quem procura um local acolhedor para estimular novas ideias. O coworking conta com 11 opções de planos. Todos incluem café, chás, água, frutas, biscoitos, café da manhã e lanche da tarde. O valor mensal custa R$550 (70 horas/mês – para 1 pessoa).

10 serviços que um coworking deve ter

coworking-local-trabalho-colaboração

1 – Serviço de Internet
2 – Estrutura Física
3 – Sistema de Telefonia
4 – Serviços de Impressão
5 – Ambiente de convivência
6 – Salas para Reunião
7 – Escritório Virtual
8 – Salas Privativas
9 – Serviços de Conveniência (Motoboy, correios e etc.)
10 – Recepcionistas

. Serviços que um coworking pode oferecer

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *