Passo a passo para abrir o próprio negócio

Organização e planejamento são requisitos básicos para ser um empreendedor e abrir seu próprio negócio, mas começar é difícil. O quê? Como? Quando? Onde? São algumas das perguntas que vamos esclarecer, para que você possa dar início ao seu projeto.

O desejo de empreender, ou seja, obter seu próprio negócio, nem sempre vem acompanhado do produto. Esta dúvida é comum. Se você busca proatividade, tem senso de oportunidade e está disposto a correr risco, leve em consideração dois fatores: “Tamanho do mercado e capacidade de escalar”. É o que explica Allan Kajimoto, cofundador e CPO do Kekanto, no trecho abaixo.

“É importante o modelo de monetização poder ser feito de forma sequencial e com menor esforço possível. Quanto menor customização seu produto ou serviço precisar, mais fácil será sua venda, seu pós-venda e sua manutenção.”

Na hora da escolha do negócio, seja apaixonado pela sua ideia. Afinal, você só vende aquilo em que acredita como verdade absoluta, ou estará a um passo do fracasso.

Contudo, não tenha um pensamento egocêntrico, aceite sugestões, divulgue a sua ideia e escute a opinião do público. As ideias insolentes podem gerar um grande marketing no mercado. Escolha um produto para o seu negócio e faça a diferença na qualidade.

proprio negocio
Quer empreender? Confira um passo a passo para abrir seu próprio negócio

Planeje seu próprio negócio

A pesquisa de mercado vai orientar o empreendedor no conhecimento do produto e na definição das estratégias empresariais do negócio. Essa ferramenta é o principal exercício do empreendedor.

Através de comprometimento e persistência, você terá acesso a informações sobre o produto que idealizar para o futuro negócio. As informações sobre o produto podem ser definidas por meio de visitas, presencialmente, via internet ou com a busca por especialistas relacionados ao negócio.

O planejamento durante a sua pesquisa é uma ferramenta que vai organizar e direcionar os componentes do mercado impactantes na atuação da empresa. São eles os fatores que geram oportunidade, as ameaças externas, a definição de fornecedores junto às ideias dos produtos.

Esse é o início do plano de marketing para iniciar o projeto empreendedor.

Busque aportes e investimentos

O objetivo principal é tornar a empresa ativa a realizar procedimentos administrativos, envolvendo planejamento, análise e controle das atividades financeiras.

Sabendo-se que aporte pode ser definido entre várias tangentes, financeira, de apoio moral e literário, ou ainda de conhecimento, social e científico. Existe o aporte de informação e/ou conhecimento.

O aporte pode ser um sábio fundo de investimentos. O empreendedor vai perceber que a participação de um fundo de investimentos é uma alternativa para fugir dos empréstimos bancários, cada vez mais caros.

O investidor exigirá, em troca do aporte, uma participação societária, esclarecendo que esta é uma decisão do empreendedor ao abrir o seu negócio.

Formalize seu próprio negócio

O primeiro passo para a legalização da sua empresa é a definição do nome empresarial. Pense em três nomes relacionados com a atividade do negócio. O nome da empresa é o que sustenta as ideias das práticas mercantis, o nome que identifica a empresa e direciona o seu negócio.

O local para empreender o negócio deve ser feito após uma análise de mercado, como mencionado acima. Ao encontrar um local adequado, deve ser verificado, antes da assinatura do contrato de locação, se é permitido o exercício da atividade empreendedora escolhida e se há disponibilidade adequada para o seu produto.

Para algumas atividades, a empresa pode ser aberta legalmente em casa. A consulta prévia é realizada na Prefeitura da localidade onde a empresa vai ser instalada. A equipe de consultoria contábil faz todas as consultas prévias do imóvel.

O que você precisa para abrir seu próprio negócio

Preparamos uma lista básica das informações indispensáveis para você dar o pontapé inicial no seu próprio negócio. Com isso, você conseguirá legalizar sua empresa e começar as atividades:

  • Nome da empresa
  • Local da empresa
  • Valor do capital social e a proporção da participação de cada sócio
  • Dados dos sócios (endereço residencial, Identidade, CPF e estado civil com regime de casamento, se for o caso)
  • Cópia do comprovante de residência dos sócios (conta de luz, gás ou telefone)
  • Cópia do IPTU do imóvel no qual será legalizada a empresa (folha do carnê onde consta o endereço do logradouro e a inscrição predial)

Preparado para começar seu negócio?

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *