Passo a passo: Marketing Digital para pequenas empresas

Trabalhar o marketing é lição obrigatória para qualquer empresa. Afinal, não adianta ter um produto excelente se você não faz a divulgação de forma efetiva e não alcança as pessoas certas interessadas naquele produto. É exatamente a fazer isso que ensina Rodrigo Galvão, professor de Marketing Digital aqui no portal. Confira um passo a passo para fazer Marketing Digital para pequenas empresas.

rodrigo galvão pequenas empresas

O que é marketing

Antes de mais nada, você precisa entender que o marketing não está mais ligado a produto, como antigamente. Hoje, o foco são as pessoas.

Marketing é a capacidade de atrair consumidores em potencial e, por meio de relacionamentos, serviços e produtos memoráveis, convertê-los em clientes fiéis da marca.

Guarde essa sequência de sucesso: atrair -> relacionar -> converter.

O maior erro das empresas é querer ir do primeiro para o terceiro, sem passar pelo segundo. Ou seja, elas querem apenas fazer propaganda e vender, e se esquecem do relacionamento.

E marketing digital, o que seria? Na verdade, marketing é marketing em qualquer lugar. O princípio vai ser exatamente o mesmo. A diferença é que no marketing digital todo o processo se dá por meio de estratégias digitais.

No vídeo abaixo, confira uma análise desses três pilares:

Persona, jornada de compra e funil de vendas

Lembre-se sempre do seguinte: quem tenta vender para todo mundo acaba não vendendo nada para ninguém. É justamente por isso que um dos primeiros passos para você fazer marketing digital é definir o seu consumidor ideal.

Para isso, você precisa:

1) Verificar a demanda existente por seu produto ou serviço;

2) Delimitar o seu público-alvo;

3) Construir as suas personas.

As personas são personagens semi-fictícios que refletem o público do seu negócio de forma mais aprofundada.

Entenda como passar por cada etapa e construir suas personas:

Já a jornada de compra é o caminho que todo consumidor percorre ao comprar determinado produto ou serviço sem perceber que está passando por essa trajetória. São todos os passos que ele percorre desde o descobrimento da sua marca até a compra final.

É muito importante que você conheça a jornada de consumo do seu cliente em potencial. Assim, conseguirá definir melhores estratégias de marketing digital.

Alinhado a isso, há outro conceito muito utilizado que é o funil de vendas. O nome é pelo formato em si, com grande volume no topo e menor quantidade na base. O maior desafio aqui é fazer com que o consumidor entre no funil de vendas e siga até a última etapa.

Basicamente, são cinco etapas, conforme a figura:

Quer entender melhor como funciona o funil de vendas? Assista:

Trabalhando o Branding

Você já ouviu falar de branding? Essa é uma estratégia importante e que tem tudo a ver com marketing digital.

Basicamente, branding é o processo de estruturação e manutenção de uma marca (brand). Mas não simplesmente logo, cor e as imagens que você usa. É um processo muito mais abrangente e complexo, que envolve discurso, personalidade e propósito.

Quando você faz branding, consegue conquistar um lugar na vida do seu cliente.

A pergunta que você deve fazer é: o que sua marca é? Para responder, pensa na tríade a seguir:

Sua marca é:

⇒ Sua promessa – Por exemplo, a rede Starbucks, que promete “fazer o seu café perfeito”.

⇒ Sua reputação – Se a sua reputação é arranhada, vai ser muito difícil você recuperar isso. É o que chamamos de gerenciamento de crise. Tente identificar os seus pontos de vulnerabilidade e fazer um plano de ação para você conter essa crise caso venha a acontecer.

⇒ O que ela faz e fala – O que mais se vê hoje em dia são marcas falando A, fazendo B, prometendo C, entregando D. Pense muito bem se tudo que a sua marca está falando, está fazendo. Em todos os níveis: de negócios, de comunicação, de entrega.

O Branding é um processo que alinha três estratégias:

E o propósito? Ele é uma maneira de pensar o negócio com mais consciência de seus impactos sobre o mundo e de suas relações com os diversos públicos e steakholders.

Nessa hora, você deve se perguntar qual é o impacto que a sua marca pretende deixar no mundo. É muito mais do que vender alguma coisa ou prestar algum serviço. Pense no impacto sobre os seus fornecedores, clientes e colaboradores.

Veja por onde começar o processo de branding na sua empresa:

Existem diversas etapas no processo de Branding. Mas podemos destacar as quatro mais importantes:

Cultura corporativa – São os princípios essenciais: missão, visão e valores.

Personalidade de marca – É personificar sua marca, como se ela fosse uma pessoa, com características de personalidade.

Universo verbal – Inclui o tom de voz (como a marca fala com seu público) e as palavras proprietárias (palavras comuns mas que identificam a marca na cabeça do consumidor).

Universo visual – Inclui tipografia, logotipo, paleta de cores e imagens.

Como definir cultura corporativa e personalidade de marca:

Como definir universo verbal e universo visual:

Sua comunicação nas redes sociais

Facebook

O Facebook é considerado a maior rede social do mundo. Portanto, estar nela é obrigatório.

Entre as principais vantagens da página em relação ao perfil estão: seguidores (não há limite de seguidores) e estatísticas (as seções de informações permitem conhecer o seu público e tomar decisões mais acertadas sobre conteúdo e estratégia).

Ao criar uma página no Facebook, você vai precisar escolher entre os vários tipos:

Criar página facebook

Depois, é só preencher:

1. Sobre: adicione uma descrição para que as pessoas entendam sobre o que sua página se trata, um website próprio (caso haja) e personalize a url de sua página dentro do facebook.

2. Foto do perfil: carregue uma foto que será a identidade de sua página no Facebook.

3. Adicione aos favoritos: essa opção serve para que sua página fique posicionada na barra lateral esquerda de seu painel no Facebook, facilitando o seu acesso.

4. Público: defina o público com o qual você mais gostaria de se conectar. Personalize por idade, localização, gênero e interesses.

Porém, não basta apenas ter uma página. É preciso investir em mídia paga para conseguir alcançar as pessoas que você deseja. Infelizmente, não dá para contar apenas como o alcance orgânico dessa rede social.

Para entender melhor como funcionam os anúncios no Facebook, assista ao vídeo:

E se você tem dúvidas sobre como criar conteúdos relevantes no Facebook, confira algumas ferramentas que podem ajudar:

Instagram

O Instagram alcançou 1 bilhão de usuários no mundo, sendo que o Brasil é o segundo país que mais utiliza a plataforma. Esses são só alguns dos motivos para sua marca estar no Instagram.

Hoje, que tipo de conteúdo você publica no perfil do seu negócio? Tem alguma estratégia para isso?

Se seu perfil ainda não é “comercial”, vá nas configurações e mude isso. No perfil comercial é possível adicionar endereço e botões como “enviar e-mail”, “como chegar” e “ligar”.

Além disso, quando você ativa o perfil comercial, consegue ter acesso a dados como idade, sexo, localidade, horários em que as pessoas ficam mais ativas e etc. São dados que podem ser usados para alcançar melhores resultados.

E-mail Marketing

Um estudo realizado pela McKinsey&Company revelou que uma campanha de e-mail marketing é 40 vezes mais efetiva em conquistar novos clientes que ações no Facebook e Twitter.

Hoje o e-mail marketing é uma das principais ferramentas de marketing digital.

Confira 8 cuidados técnicos essenciais com e-mail marketing:

– Nunca compre listas, crie as suas.

– Mantenha sempre suas listas limpas e atualizadas.

– Não utilize palavras de baixa qualidade (promoção, off, grátis, crédito).

– Preocupe-se com a experiência mobile.

– Sempre utilize ferramentas de e=mail marketing, nunca envie e-mails em massa pelo seu provedor pessoal.

– Utilize o seu domínio próprio e nunca envie campanhas com seu e-mail principal de contato.

– Disponibilize sempre as opções de opt-in e opt-out para o usuário.

– Nunca envie um e-mail marketing apenas com imagens, use texto também.

Veja 3 boas opções de ferramentas de e-mail marketing:

E aí, gostou das dicas? Com esse material, você já pode começar a aplicar o marketing digital para pequenas empresas. Se você ainda tem alguma dúvida, mande para nós! É só comentar neste artigo, que responderemos em breve.

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *