Negócios online para investir com pouco dinheiro

Devido às facilidades oferecidas pela tecnologia, muitos empreendedores têm tirado vantagem disso e passaram a desenvolver negócios online.

Negócios online

Segundo uma pesquisa do 38º Webshoppers Ebit/Nielsen, só a modalidade de e-commerce faturou cerca de R$ 23,6 bilhões a mais no primeiro semestre de 2018 em relação ao mesmo período no ano anterior.

Isso aponta que é possível obter rentabilidade sem investir muito.

“Optar pelos negócios online é bom para quem deseja empreender mas não possui muito dinheiro, pois exige menos que um empreendimento físico, além de ser a forma mais prática de desenvolvimento profissional, pois você cresce junto com o seu negócio.”

Quem afirma é Diego Silva, Community Manager para a América Latina do SendPulse, plataforma de desenvolvimento de e-mail marketing.

Para ele, há muitas opções de negócios onde o empreendedor pode começar investindo pouco ou nenhum dinheiro. E eles são separados por modalidade, conforme a seguir.

Consultoria

A Internet tem se tornado grande aliada de quem precisa prestar consultoria, como marketing, coaching, cursos, entre outros.

É uma opção que exige pouco investimento, sendo necessário apenas experiência, conhecimentos, gastos com locomoção e acesso à Internet.

Hoje é possível encontrar até mesmo profissionais da Psicologia que realizam consultas online e professores de Inglês que dão aula via Skype.

E-commerce

Essa opção exige um pouco mais de investimento, pois o empreendedor precisará arcar com gastos de entrega, fabricação ou importação de produtos e hospedagem em site.

Mas nada se compara com o retorno esperado, que pode triplicar o valor investido. Um e-commerce pode vender de tudo, desde livros, acessórios e alimentos, até roupas e calçados.

Segundo dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), o setor deve crescer 16% em 2019 em relação a 2018.

Venda de serviços

Hoje existem profissionais que fazem o uso da Internet para oferecer diversos serviços, como realização de reparos em manutenção, venda de hospedagens de sites, pacotes de turismo, planos de saúde e de telefonia.

Essa opção é a mais comum e exige baixo investimento. Basta ter tempo e disposição para divulgar os serviços em diversas plataformas, como 99freelas, E-lancers, Workana ou até mesmo as próprias redes sociais.

“Dentro de algumas dessas modalidades o empreendedor deve escolher aquilo com que mais se familiariza, além de possuir conhecimentos sobre a área de atuação”, complementa Diego.

Segundo ele, os negócios online que mais estarão em alta para 2019 são:

  • Venda de alimentos alternativos (marmitas fit, alimentos veganos e vegetarianos);
  • Acessórios Mobile (capas de celular, tablet, fones de ouvido, películas e carregadores);
  • Consultoria em Marketing Digital;
  • Perfumes e cosméticos;
  • Venda de pacotes de viagens;
  • Roupas personalizadas.

Em todos os casos, não importa se consultoria, e-commerce ou venda de serviços, Diego lembra que o e-mail marketing se apresenta como um grande aliado.

Pois quanto maior for a sua base de contatos, mais alcance e visibilidade terá seu negócio.

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *