Investidor iniciante: termos que você precisa saber

Com certeza você já ouviu falar sobre os termos que vai ver aqui. Ou pelo menos um deles. Mas se é um investidor iniciante, deve ter certa dificuldade para entender a fundo o que significam e o quanto eles podem influenciar nos seus rendimentos.

A seguir, falaremos de quatro índices importantes cujo funcionamento você precisa dominar. São eles: inflação, IPCA, Selic e CDI.

investidor iniciante

. Confira 13 erros do investidor iniciante

Inflação é importante para o investidor iniciante

Basicamente, a inflação é o aumento dos preços. E isso influencia completamente no resultado das suas economias e investimentos. A taxa de inflação é a média do crescimento dos preços de um conjunto de bens e serviços em um determinado período.

Ao investir, você deve ter em mente a rentabilidade real. Ela é igual à rentabilidade do investimento dividida pela inflação. Assim você saberá quanto seu dinheiro rende exatamente.

A inflação é medida com base em vários índices (entre eles o IPCA, do qual falaremos em seguida). Esses índices ponderam os bens e serviços mais importantes para a população e medem o crescimento dos preços.

Principais causas da inflação:

  • Monetária (impressão de dinheiro pelo governo)
  • Psicológica (agentes ajustam o preço porque acham que outro também vai ajustar)
  • Real (desajuste entre a oferta e a demanda por bens e serviços)

A subida de preços não atinge todo mundo da mesma forma. Cada índice aponta uma inflação diferente, pois usam, no cálculo, diferentes faixas de renda, regiões, itens e até períodos. É uma forma de garantir a segurança da medição, com várias fontes de cálculo.

IPCA

O IPCA é um dos índices para medir a inflação. O que você não deve saber é que ele é o principal! O Índice Nacional de Preços ao Consumidor é o cálculo de todas as variações dos preços de produtos e serviços para o consumidor final.

Ele é medido mês a mês pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e usado para representar numericamente a inflação. É um dos índices mais importantes da nossa economia, pois reflete o custo de vida de famílias que possuem renda entre 1 e 40 salários mínimos, com base em nove regiões metropolitanas do país.

O IPCA considera despesas com:

  • Moradia
  • Alimentação e bebidas
  • Saúde e higiene pessoal
  • Artigos para casa
  • Despesas pessoais
  • Educação
  • Comunicação
  • Transporte
  • Vestuário

A famosa Selic

A taxa Selic já ficou famosa, muito citada em jornais e na televisão. Todo mundo já ouviu falar, mas não sabe explicar o que é exatamente. É bem simples. Também conhecida como a taxa básica de juros da economia brasileira, serve para definir o “piso” dos juros do país.

Selic quer dizer “Sistema Especial de Liquidação e Custódia” e tem influência no crédito, no consumo e na inflação, servindo de referência para transações e negociações.

Essa taxa é definida pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central do Brasil, o Copom, e é partir dela que as instituições financeiras determinam remunerações, rentabilidades e juros para empréstimos e financiamentos.

. Selic em baixa, vale a pena pegar um empréstimo?

CDI

Termo menos familiar, CDI (Certificado de Depósito Interbancário) são títulos emitidos por instituições financeiras com o intuito de transferir recursos entre bancos que têm reserva e bancos que necessitam de dinheiro para repor o caixa no fim do dia.

Sua transação é permitida exclusivamente entre bancos, por isso você nunca vai adquirir um CDI. Mas isso não quer dizer que não precisa se preocupar com ele. Pelo contrário!

O CDI é um índice de referência para a maioria das aplicações de renda fixa. Grande parte das negociações diárias do mercado financeiro usa essa taxa como base de cálculo dos juros que serão aplicados.

É um importante índice para avaliar a rentabilidade de aplicações e investimentos. Você vai ver que alguns títulos pagam uma “porcentagem do CDI”.

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *