Inteligência artificial nos negócios: como os robôs podem nos impactar?

Quer entender mais sobre a importância da inteligência artificial nos negócios?

Se você tem uma empresa, saiba que isso é essencial. Não podemos deixar de lado toda a evolução tecnológica que, inevitavelmente, vai impactar tudo ao nosso redor.

E o interessante é que o cenário é muito mais positivo do que você imagina.

Entre as vantagens estão a possibilidade de encontrar os melhores clientes, o entendimento com relação aos produtos mais atrativos para o consumidor, a chance de comparar as suas vendas com as da concorrência e a opção de otimizar as atividades operacionais para aumentar a qualidade e a agilidade dos processos.

inteligencia artificial nos negocios

Devido à relevância do tema, fiz um artigo especial sobre ele. Hoje, você vai saber mais com relação à inteligência artificial nos negócios e também sobre os populares robôs Bina48 e Sophia. Eles devem mexer positivamente com o nosso cenário.

Aproveite a leitura!

O que é a inteligência artificial nos negócios?

Antes de entrarmos no mérito da inteligência artificial nos negócios, que tal conhecer a sua definição?

Basicamente, a IA (que é a sigla) permite que um dispositivo simule e imite o conhecimento, as características e as habilidades humanas.

Em outras palavras, são máquinas e robôs que raciocinam, resolvem problemas, tomam decisões, e muito mais!

Nos negócios, a inteligência artificial já é bastante usada no atendimento telefônico com as famosas uras, em que você tem a chance de conversar com uma voz e solicitar um serviço ou uma compra, por exemplo.

Grandes empresas, inclusive, fazem o uso dos assistentes virtuais de forma a facilitar a vida do cliente.

Entre os principais estão o Siri da Apple, o Alexa da Amazon, a Cortana da Microsoft e o Google Assistente.

Mas os robôs Sophia e Bina48 são meros assistentes virtuais? Não, eles são muito mais do que isso!

Bina 48

O Bina48 é um robô social criado a partir da composição de informações de várias pessoas, entre elas a Bina Aspen, que é co-fundadora do Movimento Terasem.

Mas no que ele consiste? Basicamente, é um grupo de três organizações americanas que possuem a missão de educar o público com relação à praticidade e necessidade de prolongar a vida humana. Tudo isso de forma consistente e com unidade e diversidade.

A intenção dos criadores do robô foi gerar uma prova de conceito de que, em algum momento, as informações mentais de um humano poderão ser usadas para reanimar a sua consciência.

Vamos entender agora as características do Bina48?

Ele foi criado a partir de entrevistas em vídeo, reconhecimento facial, tecnologia de máscara de vida de varredura a laser, inteligência artificial e, por fim, tecnologias de reconhecimento de voz.

A ideia é que o robô social interaja com base em memórias, informações, crenças e valores coletados de uma pessoa real.

Entre as habilidades do Bina 48 estão o reconhecimento facial e de voz, as expressões faciais, os movimento de olhos e cabeça, a capacidade de conversação, o rastreamento de movimento e a conectividade com a internet.

Saiba mais sobre o Bina48 nas páginas oficiais no Twitter e no Facebook.

Sophia

O robô Sophia foi criado em 2016 pelo americano David Hanson. O engenheiro de robótica já trabalhou para a Disney.

Em 2013, fundou sua empresa, a Hanson Robotics. Começou a construção da androide capaz de fazer expressões faciais, manter conversações e aumentar os seus conhecimentos todas as vezes que interage com alguém.

Robô Sophia em sua primeira aparição no festival South by Southwest, Austin, em 2016, ao lado de seu criador, David Hanson

Hanson buscava compaixão, empatia e criatividade. E, depois de algumas criações, finalmente Sophia atendeu a essas expectativas.

Além de trocar informações básicas em conversas casuais, e complexas com argumentos programados em seu HD, Sophia ainda é capaz de improvisar diante de perguntas que não sabe responder.

E apesar de algumas respostas não terem muito sentido, na maioria das vezes ela surpreende com raciocínios organizados, lógicos e argumentativos.

Da mesma forma que os demais assistentes virtuais, o software que a coordena ouve, compreende e interpreta por meio de um algoritmo que permite que o robô decida quais palavras usar em cada ocasião.

É assim que a conversa flui de forma natural com qualquer pessoa.

Em outras palavras, Sophia decide o que deve responder, mesmo que apenas algumas respostas tenham sido escolhidas pelos seus programadores.

Assim, ela tem total autonomia para decidir o que dizer em cada situação.

O que os robôs Bina48 e Sophia têm a ver com o seu negócio?

Tudo a ver! Você já imaginou como será o mundo com mais robôs como esses?

Sim, algumas profissões provavelmente vão acabar, não tem jeito. Por outro lado, a sua empresa pode ser muito beneficiada.

Os processos serão cada vez mais eficientes e ficarão livres de falhas. Os clientes serão melhor atendidos e se sentirão mais satisfeitos. E você vai ter a chance de encontrar os consumidores mais adequados, bem como oferecer a solução ou produto mais atrativo.

Esses avanços inevitavelmente vão impactar o mundo e a sua empresa.

Fique atento aos movimentos e às inovações e aproveite a inteligência artificial nos negócios para alavancar o seu!

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *