A história do empreendedorismo no mundo (timeline)

De acordo com o Sebrae, empreendedor é aquele que inicia algo novo que ninguém nunca fez. No decorrer dos anos, diversas pessoas resolveram apostar em suas propostas inovadoras e desenvolver seu próprio negócio. Para quem deseja ingressar neste mundo, é recomendado ter a noção da história do empreendedorismo e seus avanços. Afinal, sábio é aquele que aprende com quem fez e com quem faz.

Hoje em dia, todos os holofotes estão voltados para os grandes magnatas do Vale do Silício, como Bill Gates, criador da Microsoft, e Mark Zuckerberg, idealizador do Facebook. Acabamos não nos atentando aos grandes empreendedores do passado. Mas, foram eles que consolidaram o movimento e fortaleceram as bases para o alcance que o empreendedorismo tem atualmente.

historia do empreendedorismo
Ao passar dos anos, o empreendedorismo evoluiu muito

Primeira noção de empreendedorismo no mundo

A primeira noção de empreendedorismo partiu dos franceses no século XV. Isso porque, em 1437 foi utilizada pela primeira vez a palavra empreender, que vem do francês entrepreneur, e significa começar algo novo e que assume riscos. A descrição mais comum usada na época era “celui qui entreprend quelque chose”, que significa aquele que se compromete com algo.

No início, o termo ‘empreendedorismo’ era atribuído ao profissional que possuía habilidades técnicas para produzir. E também colaborava com o desenvolvimento econômico e com a transformação de recursos em negócios lucrativos.

Timeline: história do empreendedorismo no mundo

Século XVII: os primeiros exemplos de empreendedorismo começaram a surgir, quando produtores locais estabeleciam acordo contratual com o governo para realizar algum serviço ou fornecer seus produtos.

Richard Cantillon, notório escritor e economista desta época, é considerado por muitos um dos criadores do termo empreendedorismo. Isso em razão de ter sido um dos primeiros a diferenciar o empreendedor – aquele que assume riscos – do capitalista – o que fornecia o capital.

Século XVIII: surge outra relação entre assumir riscos e o empreendedorismo. Devido ao conceito de industrialização que se espalhava por todo o mundo, através da Primeira Revolução Industrial que ocorreu na Grã-Bretanha.

Séculos XIX e XX: apogeu da industrialização no mundo. Neste período, as ações dos empreendedores envolviam organização e controle. O que acabava confundindo suas atribuições com as de um empresário e administrador.

Os empreendedores eram analisados apenas do ponto de vista econômico, como aqueles que organizam a empresa e são designados a pagar os empregados, planejar e controlar as ações desenvolvidas na empresa. Mas sempre a serviço do capitalismo.

. 10 cursos gratuitos para empreendedores iniciantes

Início do empreendedorismo no Brasil

No Brasil, o empreendedorismo começou a ganhar força apenas nos anos 90, durante a abertura econômica ao mercado internacional. A entrada de fornecedores estrangeiros determinou o controle dos preços, sendo uma condição muito importante para o país voltar a crescer.

Empreendedorismos no futuro
É preciso olhar o passado para poder empreender no futuro

No entanto, nem todos os negócios obtiveram sucesso. Alguns setores, por exemplo, não conseguiram competir com os produtos importados por falta de planejamento. Confira datas marcantes para o empreendedorismo no Brasil:

1990: o empreendedorismo ganha força no Brasil com a abertura da economia. O que propiciou o surgimento de entidades como o Sebrae;

1997: é criado um curso de Administração em São Paulo com habilitação em empreendedorismo e pequenos negócios.

1999: é estabelecido um modelo com fatores fundamentais para que uma ação seja empreendedora, visando energia, liderança e relação.

2000: surge um centro de empreendedorismo na Universidade de São Paulo (USP);

2004: é marcado por eventos ligados ao empreendedorismo;

2006: ocorreu o primeiro congresso de empreendedores.

Desde então, o gosto por empreender só tem crescido no Brasil e no mundo. A cada dia, novas pessoas decidem impulsionar e colocar em práticas suas propostas inovadoras. E você? O que falta para se tornar um empreendedor e marcar a história que será contada futuramente?

Top 10 mais ricos do mundo

1 – Jeff Bezos (Amazon) – $111 Bilhões
2 – Bill Gates (Microsoft) – $89.6 Bilhões
3 – Warren Buffett (Investimentos) – $84.1 Bilhões
4 – Bernard Arnault (Louis Vitton) – $72 Bilhões
5 – Mark Zuckerberg (Facebook) – $71.1 Bilhões
6 – Amancio Ortega (Zara) – $70.1 Bilhões
7 – Carlos Slim (América Movil)- $67.1 Bilhões
8 – Charles Koch (Koch Industries) $60.2 Bilhões
9 – David Koch (Koch Industries) – $60.2 Bilhões
10 – Larry Ellison (Oracle) – $58.4 Bilhões

Eventos de empreendedorismo 2018

O portal Eu sou empreendedor vai cobrir a feira do empreendedorismo em São Paulo

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *