Gestão de recursos materiais: o que é e como fazer

Ter uma boa gestão de recursos materiais pode ser uma vantagem competitiva frente à concorrência. Ao mesmo tempo, não ter um bom controle sobre os seus materiais pode colocar sua empresa em uma situação difícil.

Para falar sobre esse assunto, o professor Marcelo Marques preparou quatro vídeos, listados a seguir. Ele explica a importância da gestão de recursos materiais, controla de estoque, inventário, compras e lote econômico.

Administração de Recursos Materiais

Os principais objetivos da gestão de recursos materiais são:

1) Preço baixo;

2) Alto giro de estoques;

3) Baixo custo de aquisição e posse;

4) Continuidade de fornecimento.

No vídeo a seguir, Marcelo explica cada um desses itens.

Controle de Estoques

Quando não se tem o controle sobre os estoques, podem acontecer duas situações, ambas desfavoráveis: estoque demais ou estoque de menos.

Isso leva a um cenário ruim, onde o empreendedor empata capital, desperdiça materiais ou é obrigado a comprar por mais caro do que deveria.

As principais funções do estoque são:

1) Garantir o abastecimento de materiais à empresa, neutralizando os efeitos de:

– demora ou atraso no fornecimento de materiais;
– sazonalidade no suprimento;
– riscos de dificuldade no fornecimento.

2) Proporcionar economias de escala:

– através da compra ou produção em lotes econômicos;
– pela flexibilidade do processo produtivo;
– pela rapidez e eficiência no atendimento às necessidades.

Compras e lote econômico

Em pequenos negócios, é muito comum que o setor de Compras não seja tão definido, podendo estar dentro de outro setor. Muitas vezes, o empreendedor acaba fazendo tudo, sem ter uma pessoa específica para cuidar disso.

Porém, com o crescimento do negócio, é essencial que haja um setor de Compras. É a profissionalização da tarefa de comprar, sempre pensando em melhores preços e descontos, além de qualidade.

É o setor de Compras que ficará responsável pela obtenção do material no mercado fornecedor, interno ou externo. Essa unidade da organização deve comprar o material certo, ao preço certo, na hora certa, na quantidade certa e da fonte certa.

Inventário

Inventário, de uma maneira geral, nada mais é do que uma contagem, uma verificação.

Há dois tipos de inventário:

1) Periódico: ocorre em determinados períodos;

2) Rotativo: ocorre rotineiramente.

Por que o empreendedor deve fazer inventários? Eles ajudam a melhorar o atendimento, reduzem perdas e evitam desperdícios.

Saiba como fazer um inventário assistindo ao vídeo abaixo!

Curso completo de gestão

Administrar uma empresa envolve muitos aspectos, desde a gestão financeira e de recursos materiais até a seleção e treinamento dos funcionários.

Pensando nisso, Marcelo Marques criou o curso Gestão Efetiva para Micro e Pequenos Empreendedores. Com ele você vai ser capaz de atuar de forma efetiva na administração da sua empresa, em todos esses aspectos.

Inscreva-se agora e aprenda a gerir sua empresa com mais eficiência!

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *