Franquia Corte Kids

O Corte Kids surgiu com o objetivo de preencher uma lacuna no mercado, uma vez que são poucos os profissionais que buscam se especializar em crianças. O atendimento requer dedicação e cuidados diferentes. Tudo começou em 2008 no bairro da Mooca, Zona Leste de SP. Cinco anos depois, o Corte Kids aderiu ao sistema de franquias e de lá para cá já foram inauguradas seis novas unidades.

Focada no atendimento infantil, os salões oferecem diploma para o primeiro corte de cabelo, organizam festas com direito a penteado, bolo e manicure, além de vídeo-games e tvs com desenhos animados para distrair a criançada enquanto cuidam do visual. A casa também é inclusiva e no último domingo de cada mês, o atendimento é voltado para crianças com autismo.

franquia corte kids

Sobre a marca Corte Kids

Filho de barbeiro, aos 25 anos, Alexandre Finozzi resolveu fazer um curso básico de cabeleireiro para começar a sua jornada profissional ao lado do pai no pequeno salão no bairro da Penha, Zona Leste de São Paulo. Durante a primeira semana percebeu que ainda não estava pronto para assumir o cargo e foi em busca de aperfeiçoamento.

Alexandre fez em torno de 40 cursos profissionalizantes enquanto trabalhava como auxiliar em renomados salões da capital. Quando retornou ao salão do seu pai, aplicou tudo o que havia aprendido e aumentou consideravelmente o faturamento da casa.

Neste período, Alexandre ganhou destaque no mercado e chegou a ser procurado por uma empresária do ramo infantil. Mesmo com pouca experiência nesse segmento, topou o desafio e começou a trabalhar em pleno sábado, quando era o único cabeleireiro da casa para atender os clientes mirins.

Daquele dia em diante, apaixonou-se pelo público infantil e buscou aprimoramento técnico. No ano de 2008 decidiu abrir seu próprio salão junto com uma sócia, a cabeleireira Rosana Fernandes. Nascia aí, no Bairro da Mooca, a primeira unidade do Corte Kids. Hoje, dez anos depois, a rede atua no setor de franchising e possui filiais no mesmo bairro (Unidade Cassandoca e Shopping Móoca Plaza), além de unidades no Tatuapé e São Caetano do Sul.

Situação atual

A primeira unidade surgiu em 2008 no bairro da Móoca (Unidade Juventus). Cinco anos depois, em 2013, passou a atuar no setor de franchising e de lá para cá inaugurou seis novas unidades, sendo duas próprias (Tatuapé e Cassandoca) e outras franqueadas: Unidade Shopping Mooca, São Caetano do Sul, Morumbi e Guarulhos. A meta é dobrar de tamanho até o fim de 2018.

Modelos de negócio

Compacta – de 80m² a 100m² e Premium – de 150m² a 250m².

Quanto custa uma franquia Corte Kids?

A partir de 142 mil.

Área mínima exigida: de 80m² a 250m²

Equipamentos/infraestrutura: R$ 70.000,00

Capital de Giro: R$ 20.000,00

Estoque inicial: R$2.000,00

Nº de funcionários: mín. 4 máx. 6

Faturamento bruto médio mensal: de R$ 35.000,00 (no primeiro ano)

Lucro médio mensal: 30% (no primeiro ano)

Prazo de retorno do investimento: 24 meses

Prazo contrato de franquia: 60 meses (5 anos)

Taxa de franquia: R$ 50.000,00

Taxa de royalties: 5% faturamento bruto

Taxa de publicidade: 2% publicidade

Taxa de aquisição do software: não tem aquisição

Taxa manutenção do software: R$ 89,00

Requer seguro: Sim. Imóvel e contra responsabilidade civil

Total de investimentos: a partir de R$ 142.000,00

Público Alvo: classes A,B e C

Território de atuação – população mínima: 100mil habitantes

Investimento para inauguração: R$5.000,00 a R$ 10.000,00

Qual é o diferencial em relação a outras franquias do mesmo setor? 

O idealizador da marca é cabeleireiro e responsável pelo treinamento dos novos franqueados (proprietários e cabeleireiros), ele também acompanha de maneira presencial o início do funcionamento da franquia, oferecendo todo o suporte necessário. Alexandre e Rosana fazem questão de gerenciar tudo de perto, para que nada saia do padrão de qualidade Corte Kids.

Como abrir uma franquia Corte Kids?

Quer ser um franqueado? Acesse www.cortekids.com.br/seja-um-franqueado.

Qual o perfil ideal do franqueado?

Os perfis variam muito, porém, os que mais os procuram são clientes que vão até o salão e percebem a solidez do negócio. Mas geralmente são famílias.

Como é o processo de seleção?

Os potenciais franqueados fazem uma reunião presencial com o idealizador da marca para que ele possa conhecer melhor avaliar as características do interessado. É preciso ter paciência, carinho e higiene para lidar com crianças e estes são os principais pontos avaliados.

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *