Fabio Ricotta: de estagiário a dono da Agência do Ano

Muito trabalho duro e uma dose de sorte na vida. A frase resume bem a história de Fabio Ricotta, segundo ele mesmo. Hoje um especialista em marketing digital, ele é cofundador da Agência Mestre. Batemos um papo com Fabio no RD on the Road, evento de marketing digital e vendas que aconteceu no último dia 9, no Rio de Janeiro.

Ricotta contou a história desde o início, quando começou a aprender SEO, ainda pouco usado no Brasil. Ele entrou em um estágio de webdesign e saiu sócio do patrão, fundando a agência que levou o prêmio de Agência do Ano pela RD.

Pioneiro em SEO

SEO significa Search Engine Optimization (Otimização para mecanismos de busca). É uma das principais ferramentas para alcançar o topo da lista de resultados do Google.

Hoje o assunto é muito difundido e a empresa que não investe nessa parte fica para trás. A oferta de profissionais também é vasta. Mas, quando ninguém nem olhava para isso, Fabio Ricotta já aprendia SEO.

Aluno da Universidade Federal de Itajubá (MG), no curso de Ciência da Computação, Fabio conta como conseguiu um estágio na área. É por causa da história a seguir que ele diz ter tido sorte em seu caminho.

“Eu era um simples estagiário em design, gostava e me envolvia muito em programação para web. Abriu uma vaga em uma empresa na minha cidade, voltada para programação. Aí eu falei ‘cara, vou lá’. Botei meu currículo e me chamaram para entrevista. Eles perguntaram ‘você manja mesmo desse negócio?’. Falei ‘eu não manjo um absurdo, estou começando’.”

Os recrutadores, então, informaram que estavam procurando alguém com um nível mais alto de programação. Parecia terminada ali a entrevista, mas o jogo virou.

“Já estava quase saindo frustrado, e aí um ponto de sorte, eles falaram ‘como você está na faculdade, se souber de alguém de design, nos avise. Aí eu falei ‘isso eu manjo, disso eu entendo’. E começamos a entrevista do zero.”

Foi assim que Fabio Ricotta conseguiu o estágio e começou logo na segunda-feira seguinte. Já na primeira semana, começou a observar os profissionais fazendo ajustes no código dos sites. “Umas coisas que eu nunca tinha ouvido falar. Mas eles falavam ‘cara, isso aqui é SEO’.”

Ali ele começou a ter contato com SEO. “Eu aprendi SEO porque as pessoas faziam lá. Lembro que aprendi com uma folha frente e verso. Era tudo que eu tinha para começar.”

Ele continuou nessa empresa por anos e teve a oportunidade de fundar a Mestre SEO, hoje Agência Mestre, com um dos donos da empresa que o contratou. “E hoje eu sou o único sócio da Agência Mestre. Foi muito bacana, uma jornada com um pouco de sorte.”

Agência do Ano pela RD

O prêmio de Agência do Ano pela RD foi fruto, claro, de muito trabalho. Mas o que nem todo mundo sabe é que esse prêmio foi perseguido por Fabio Ricotta por quase dois anos.

premio resultados digitais rd agencia mestre fabio ricotta

“Na primeira vez em que estive no RD Summit, e foi a primeira vez que teve o prêmio de agência de resultado, eu falei ‘vamos ganhar alguma coisa, algum reconhecimento, porque fazemos um baita de um trabalho legal’.”

Mas o prêmio não veio logo de primeira. Ele conta que nunca tinha ouvido falar de nenhuma agência concorrente nem da agência que ganhou, e saiu inconformado. “Eu falei ‘nossa, mas estamos tão distante assim do mercado? Nós estávamos com clientes bons, uma equipe boa, um faturamento bom. Eu falei ‘não é possível’.”

Passado esse episódio, Fabio foi atrás de informações. Como ganha o prêmio? Quais são as métricas? Como funciona?

“Nós fomos para lá imaginando que pelo menos o terceiro lugar íamos conseguir. Mas saímos com zero. Eram quase sete prêmios e não pegamos o terceiro lugar em nenhum.”

Então, ele começou um trabalho muito sério no ano seguinte. Olhando indicadores como taxa de retenção, sucesso dos clientes, tamanho da carteira. E isso o ajudou a conquistar o prêmio.

“Outro lado que ajudou também foi fazermos um trabalho sério para nós mesmos. Nós ganhamos como agência que melhor faz um trabalho de inbound para ela própria. Isso para mim é importante.”

Para Fabio Ricotta, se ele usa o produto que vende, tem poder para mostrar para as pessoas que, de fato, ele aposta seu dinheiro nisso. Esse foi o grande diferencial.

“Esse ano queremos o bicampeonato. Estamos trabalhando para manter os números e ter a taxa de crescimento que estávamos tendo no ano anterior.”

Por que investir em marketing digital

Que investir em marketing digital se tornou essencial para as empresas, de qualquer porte, é unanimidade. Por vários motivos.

Fabio conta que sempre que conversa com algum empresário, ele explica que o marketing digital é um dos poucos ramos do marketing onde é possível a mensuração clara. “Eu sei o quanto eu ponho de dinheiro e exatamente o que retorna.”

Para ele, se o empresário não sabe isso, talvez o profissional que está trabalhando com ele não percebeu ou não deu essa informação. É totalmente mensurável.

“É diferente de uma televisão. Você olha quantos pontos no ibope, quantas pessoas estimadas você atingiu. Ou um banner na rua. Ele vai trazer uma percepção de marca, mas você não tem um número exato. No digital você tem.”

Em um cenário de crise financeira, que mesmo se afastando ainda existe hoje, os profissionais lidam o tempo todo com a escassez de dinheiro. Por isso, não dá para investir errado, não pode jogar dinheiro fora.

“Ninguém gosta de jogar dinheiro fora, e quando está em crise, menos ainda. O ideal é que você invista no canal que te mostre que você está tendo retorno. Por isso o marketing digital é tão importante.”

“Tenha espírito de dono”

Como contamos aqui, a parte mais legal da história de Fabio Ricotta é que ele foi estagiário de uma empresa e depois foi convidado a abrir uma empresa com o dono. Como ele mesmo diz, um pouco de sorte. Mas, não foi à toa.

Para ele, o que ajudou muito nessa conquista foi ter “espírito de dono”.

“O que eu gosto de pontuar é: sempre tenha o olhar de dono. Sempre se sinta como dono da empresa. Eu dou o exemplo dentro da Mestre. Eu sempre me importei com um papel no chão. Não é porque eu acho só legal. É porque eu sinto que aquilo também é meu.”

Outro ponto que o ajudou muito foi ter uma gestão financeira muito boa. “A gente escuta, escuta, escuta, mas só aprende quando erra.”

Entender os números e o preço que está praticando, para Fabio, foi essencial.

“A primeira parte é ter uma gestão financeira boa, saber das suas finanças e controlar o seu fluxo de caixa bem. E a segunda é dar o preço certo para o seu produto. Porque tem muita gente que dá o preço que o mercado está dando, e não olhando o custo dela. É aí que normalmente uma empresa morre.”

Fabio conta que desde que passou a ter esse trabalho um pouco mais sério de gestão financeira e precificação, sua empresa deu muito mais sério. Ele indica olhar com atenção para esses dois aspectos, para ter mais sucesso, muito mais rápido.

Meta é passar de 200 clientes ativos

Quando perguntamos como e onde Fabio Ricotta se vê daqui a alguns anos, ele avisa: “Não sei se eu consigo ver muito mais longe do que dois ou três anos”.

Um dos objetivos é buscar o reconhecimento da RD de novo. “Pode parecer ego mas acho que é consolidação de um trabalho que estamos fazendo.”

Porém, a meta principal é crescer, e crescer bastante. Hoje com mais de 50 colaboradores na Mestre, ele tem a missão de até o ano que vem atingir mais de 200 clientes ativos na casa, sendo 100 só de inbound marketing. “Hoje eu tenho 33 clientes de inbound marketing. Então eu tenho que praticamente triplicar minha base de clientes.”

Mas, ele conta que não é só fazer projeção e trabalhar para alcançar. Isso tudo vem com as dificuldades de processo, equipe, gestão, que toda empresa tem.

“É um problema bem maior. É muito mais fácil você sair de cinco para dez pessoas do que de 50 para 100 pessoas dentro do seu time.”

Terminar o ano com lucro também é importante. “A Mestre é uma agência lucrativa. Eu busco lucro, é importante terminar o ano com lucro. Busco um crescimento de faturamento anual de 40%. Nós crescemos nos últimos anos por volta desses 40%. E se eu mantiver pelos menos isso eu atinjo nossa meta.”

Daqui a cinco anos, ele se vê em uma agência bem grande. E brinca: “Estou falando de 300 colaboradores, 500 clientes e um prédio bacana lá em São Paulo”.

Brincadeiras à parte, ele revela que o sonho mesmo é a internacionalização. “Eu quero ter o passo a mais. Quero ter uma sede da Mestre nos Estados Unidos. É uma das minhas metas. Acho que temos muita qualidade aqui no Brasil que podemos exportar para lá.”

Quer uma dica de Fabio Ricotta?

Claro que não poderíamos falar com Fabio Ricotta sem tentar tirar pelo menos uma dica importante para você, empreendedor. Se você já investe ou quer investir em marketing digital, a dica principal do especialista é conhecer, de fato, quem é seu cliente ideal.

dicas fabio ricotta

“Poucos donos de empresa conhecem isso. Eles gostam de vender, mas ninguém gosta de parar e pensar”.

Para Fabio, é preciso se perguntar:

confira algumas dicas de fabio rocotta Quem é o cliente que melhor fica com meu produto?

confira algumas dicas de fabio rocotta Quem é o cliente que mais compra de mim?

confira algumas dicas de fabio rocotta Quem é o cliente que não reclama dos meus preços?

confira algumas dicas de fabio rocotta Quem é o cliente que está fidelizado realmente e indica meus produtos?

Respondendo a essas perguntas, você vai chegar no seu cliente ideal. “Onde esse cara está no digital? No Facebook, no Instagram, no Google? Ele está fazendo o que? E a partir desse mapeamento fica muito mais fácil.”

“Um dos erros que cometemos é não definir isso. E entender que cada cliente vai estar em um canal diferente. Se eu acerto o público e acerto o canal, minha estratégia dá certo.”

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *