A história do empreendedorismo no Brasil (timeline)

A noção de empreendedorismo que se tem hoje é pouco diferente do que se viu nos séculos passados. Assimilar o conceito e a história do empreendedorismo no Brasil e no mundo é importante para quem deseja pisar em novos terrenos. Ou seja, colocar a mão na massa e realizar o sonho de se tornar empreendedor.

história do empreendedorismo no Brasil
Conhecer para conseguir fazer melhor: confira a história do empreendedorismo no Brasil

Empreender, verbo transitivo direto, significa tentar, decidir realizar, executar. O empreendedorismo é a ação de empreender. O termo é encontrado normalmente em assuntos relacionados ao mundo corporativo. Mas vai muito além disso.

O que é ser empreendedor?

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) diz que o empreendedor é “aquele que inicia algo novo, que vê o que ninguém vê, enfim, aquele que realiza antes, aquele que sai da área do sonho, do desejo, e parte para a ação”.

“O empreendedorismo é uma revolução silenciosa, que será para o século 21 mais do que a revolução industrial foi para o século 20.” – Timmons, 1990

A maior motivação do empreendedor é se sentir realizado com o que construiu e alcançou. É sua independência. Estar motivado, inclusive, é o “up” que faz com que os horizontes se expandam. Mais vontade de realizar, mais criatividade, mais execução. E, como consequência, o sucesso.

Ser empreendedor é ser um bom líder, é ter autonomia para deliberar funções e decidir para onde vai tal rendimento ou tal mercadoria. É ser comprometido com seu negócio e, acima de tudo, consigo. É saber quais são suas qualidades e usá-las muito bem. Mas entender suas fraquezas e aprender a lidar com elas também.

Entender o que é ser empreendedor faz a diferença para um empresário de sucesso. Na história do Brasil podemos relembrar de diversas pessoas, homens e mulheres, que lutaram e conseguiram mudar algo. Eles levantaram a cabeça, realizaram antes e fizeram com que o empreendedorismo fosse levado à sério no país.

Empreendedorismo no mundo

A palavra “empreendedor” foi usada pela primeira vez no século XVII para identificar quem começava algo novo, seja dentro das organizações ou não. Empreender deriva da palavra francesa entrepeneur, que significa uma pessoa que assume riscos.

Muito antes disso, nossos antepassados já mostravam visão empreendedora. Os primitivos, por exemplo, já caçavam com ferramentas. Outros povos, mais para frente, se organizavam e construíam diversos monumentos que vemos até hoje: tumbas, pirâmides, montes, palácios, templos e muitos outros.

Após a industrialização o empreendedor é visto como um administrador econômico de empresas, um funcionário que organiza e planeja ações para melhorar os rendimentos da organização.

. Conheça e detalhes a história do empreendedorismo no mundo

História do empreendedorismo no Brasil

Anos 90. Década em que o Brasil fervilhava quando Ayrton Senna conquistou o tricampeonato mundial de Fórmula 1 e alguns anos a frente faleceu; quando o Brasil foi para a final da Copa do Mundo na França, mas perdeu o título para o país; quando o primeiro DVD foi lançado; quando o então presidente Fernando Collor sofreu um impeachment.

Anos 90: lançamento do DVD e expansão do empreendedorismo no Brasil
Anos 90: lançamento do DVD e expansão do empreendedorismo no Brasil

Os anos 90, de fato, foi um período marcante que ficará na memória dos brasileiros. Neste tempo também houve a expansão do empreendedorismo no Brasil durante a abertura econômica, que propiciou o crescimento da produtividade e concorrência no mercado.

Segundo José Marcio Camargo, em um artigo para a Folha de Sao Paulo, em 2011, “a redução dos preços dos bens de capital incentivou o aumento dos investimentos. Inovações tecnológicas que normalmente vêm incorporadas aos bens de capital foram introduzidas na economia.”

Para ele, as mudanças que vieram com estas ações “geraram bem-estar para a sociedade brasileira, mas tiveram efeitos importantes sobre o mercado de trabalho do país”. Para entender o que veio antes e depois, acompanhe a timeline abaixo.

Linha do tempo do empreendedorismo no Brasil

✘ 1852: primeira ferrovia do Brasil, de Petrópolis ao Rio de Janeiro. Este fato merece atenção por conta de quem realizou o empreendimento: Irineu Evangelista de Sousa, o Barão de Mauá, empreendedor nato, que foi responsável pela ampliação e construçãostrucao de diversas obras importantes para o país.

Linha do tempo do empreendedorismo no Brasil✘ 1987: criação da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores – Anprotec, que apoia e incentiva inovação nos empreendimentos.

✘ 1990: ascensão do empreendedorismo no Brasil com a abertura econômica e criação do Sebrae para apoiar e qualificar empreendedores.

✘ 1993: Criação do Programa Empretec, desenvolvido pela ONU com o objetivo de fomentar o empreendedorismo e educar por meio de seminários e cursos.

✘ 1999 e 2002: lançamento do Programa Brasil Empreendedor do Governo Federal para  milhões de empreendedores em todo país.

✘ 2003: lançamento do projeto Pedagogia Empreendedora em 129 cidades destinado a alunos e professores.

✘ 2006: estabelecimento do o Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte.

✘ 2007: formação da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim) visando simplificar a maneira de legalizar uma empresa.

✘ 2008: fundação da figura do Microempreendedor Individual – MEI.

✘ 2010: Pesquisa da Global Entrepreneurship Monitor (GEM) aponta que Brasil é o maior na Taxa de Empreendedores em Estágio Inicial (TEA).

✘ 2015: maior taxa de empreendedorismo: 39,3%, o maior índice dos últimos 14 anos. De acordo com o Sebrae, 52 milhões de brasileiros com idade entre 18 e 64 anos estavam envolvidos na criação ou na manutenção de algum negócio.

✘ 2016: lançamento do primeiro Censo Brasileiro das Startups, pesquisa realizada para levantar dados sobre a expansão desta modalidade de negócio.

✘ 2017: lançamento do projeto Jovem Empreendedor Primeiros Passos (JEPP), no qual ensina empreendedorismo nas escolas.

Lista do Top 15 homens mais ricos do Brasil – 2018

1 – Jorge Paulo Lemann – U$ 27 bilhões – Anheuser-Busch Inbev
2 – José Safra – U$23.2 bilhões – Banco Safra
3 -Marcel Herrmann Telles – U$13.7 bilhões – Anheuser-Busch Inbev
4 -Eduardo Saverin – US$ 10.1 bilhões – Facebook e investimentos
5 – Carlos Alberto Sicupira – U$ 7.9 bilhões – Anheuser-Busch Inbev
6 -Irmãos Moreira Salles – U$ 5.1 bilhões – Itaú-Unibanco SA
7 – Abílio Diniz – US$ 3.5 bilhões – Carrefour e investimentos
8- Walter Faria – US$ 3.2 bilhões – Grupo Petrópolis
9- Irmãos Pereira de Moraes – U$ 2.7 bilhões – Grupo Votorantim
10 – Jorge Moll Filho – US$ 2.6 bilhões – Rede D’Or São Luiz
11 – Carlos Sanchez – US$ 2.5 bilhões – Medicamentos Genéricos
12 – Irmãos Marinho – US$ 2.5 bilhões cada um – Organizações Globo
13 – Aloysio de Andrade Faria – US$ 2.5 bilhões – Banco Alfa
14 – Jose Luis Cutrale – US$ 2.4 bilhões – Suco de Laranja
15 – André Esteves – US$ 2.4 bilhões – BTG Pactual

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *