Empreendedorismo 4.0: a nova revolução industrial

Tudo se transforma na Era da Internet e com o empreendedorismo não iria ser diferente. O empreendedorismo 4.0 surge com as novas empresas que criam negócios ligados a esta nova revolução industrial.

A Internet Industrial já começou e ela une máquinas inteligentes, análise computacional avançada e trabalho colaborativo entre pessoas conectadas. O objetivo é gerar profundas mudanças e trazer eficiência operacional para setores industriais diversos. Entre eles manufatura, transporte, energia e saúde.

. Você tem perfil empreendedor? Descubra!

Empreendedorismo 4.0: o que é?

O empreendedorismo 4.0 é focado na digitalização dos processos. Ele chega com as empresas de drones, impressão 3D, realidade virtual e aumentada. Entre outras tecnologias que somam o desafio de integrar cadeias produtivas e adicionar automação e inteligência nos negócios.

Além disso, para existir empreendedorismo 4.0 é fundamental haver sustentabilidade. Pois é preciso que haja responsabilidade sustentável dentro do empreendimento.

Apesar de a nova geração de empresas já vir com essa consciência, é importante que aquelas já consolidadas se inovem e ganhem fôlego para poder encarar o mercado.

A nova revolução industrial

Nessa Indústria 4.0 ocorre uma completa descentralização do controle dos processos produtivos e uma proliferação de dispositivos inteligentes interconectados, ao longo de toda a cadeia de produção e logística. Tornar isso uma realidade resultará na adoção de um conjuntos de tecnologias de TI e automação industrial, com intensa digitalização de informações e comunicação direta entre sistemas.

Já é possível ver alguns exemplos dessa nova revolução com a Internet das Coisas.

A nova revolução industrial é caracterizada pela conectividade dos aparelhos, as comunicações móveis, as redes sociais e a inteligência artificial. Trata-se de uma época em que as barreiras entre o mundo físico e o digital são mais confusas, e o consumidor está sempre conectado.

O empreendedorismo na nova era

Para chegarmos lá, é preciso que seja pensado um modelo de fazer diferente. E já estamos caminhando para isso.
É necessário a utilização de nuvens, simulação e realidade virtual para aprimorar o desenvolvimento dos produtos, o que por muitas vezes torna o processo mais rápido, otimizado.

No empreendedorismo 4.0 a personalização do produto é um ponto positivo, que garante eficiência das linhas produtivas. Outro fator muito importante é o uso das Inteligências Artificiais. Atualmente a tecnologia é muito mais acessível. É possível, por exemplo, “robotizar” o atendimento da sua empresa com chatbots.

Mas não é só o pré-venda que inova no empreendedorismo 4.0. No pós-vendas encontramos as ferramentas de análise de Big Data, por exemplo, que permitem obter feedback detalhado e em tempo real da receptividade dos seus clientes.

As oportunidades são vastas nesse caminho que a indústria mundial está trilhando. O Brasil ainda está na Revolução 2.0, segundo especialistas. Por sorte, para chegar à versão 4.0, não precisaremos passar pelas mesmas coisas que os pioneiros enfrentaram e a cada dia estamos mais próximos das inovações.

As ferramentas e as novas tecnologias estão o tempo todo disponíveis para quem quiser inovar e se adaptar. Basta pensar fora da caixa!

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *