Empreendedor faz sucesso com fãs da cultura geek

Em 2016, ele criou a primeira rádio digital focada em conteúdo. Uma mídia dedicada à disseminação da cultura geek. Na Feira do Empreendedor 2018, nós conversamos com Juliano Barbosa, da Radio Geek. No evento, ele deu palestra sobre como criar uma rádio digital do zero.

Juliano sempre atuou na área e marketing e mídia, foi produtor de conteúdo também, e como professor, dava palestras. Com isso, percebeu uma demanda muito grande no mercado justamente nesse setor de conteúdo, mais especificamente nas rádios digitais.

Ele lembra que hoje o que há são rádios tradicionais migrando para o digital ou rádios digitais de música. “Você não tem um lugar para conteúdo. O que houve foi uma pulverização enorme dos podcasts. Então a minha ideia foi: por que eu não posso fazer uma rádio digital, que dê espaço para produtores de conteúdo e que a gente crie esse ambiente como um todo?”

Hoje a Rádio Geek se transformou em um ambiente transmídia, que abrange toda a parte de rádio digital, vídeos e podcast, produzidos por desenvolvedores de conteúdo. “Temos mais de 40 produtores de conteúdo em menos de um ano de empresa, todos produzindo sobre temas diversos, muitos voltados para a cultura geeek”, conta.

Negócios digitais

Para Juliano, o negócio digital tem uma barreira de entrada muito menor. A quantidade de investimento que você tem que fazer também é menor. Mas isso não significa que o projeto é mais fácil, tem que ter um trabalho muito maior.

“O benefício principal é que você consegue testar mais. Por exemplo, colocar uma parte do seu dinheiro no Facebook para ver como reagem as vendas ou numa ação no YouTube para ver como anda o engajamento dos seus clientes. No digital você consegue testar muito, e você tem uma resposta rápida do cliente.”

Segundo ele, o problema principal é que você tem que ter muito cuidado. “Se você colocar um conteúdo ‘fake’ ou que afeta a qualidade do seu produto, você vai sofrer com isso.”

Geek ou nerd?

É muito comum que as pessoas não diferenciem os termos geek e nerd. “O que acontece é que os profissionais que começaram a trabalhar com a área nerd trabalham muito com a indústria do consumo: o cara que é colecionador, que quer o produto. O geek, ao contrário disso, é o cara que gosta tanto daquele assunto que quer fazer aquilo.”

Juliano resolveu apostar no tipo de público que pensa, por exemplo, “eu gosto tanto de bonequinho que eu quero criar bonequinho” ou “eu gosto tanto de quadrinhos que eu quero ser desenhista de quadrinhos”. “Então eu vi que existia um público muito forte querendo desenvolver essa área. Pensei então, por que eu não crio um programa de desenhistas ensinando outros desenhistas?”

Hoje a rádio é baseada nisso, trazer o especialista que é apaixonado pelo que faz para falar com as pessoas que são apaixonadas por aquele assunto. “Por isso que está dando muito certo”, comemora Juliano.

8 conselhos de Juliano Barbosa

No final da entrevista, pedimos a Juliano Barbosa que deixasse um recado aos empreendedores aqui do portal. Mas ele fez mais que isso. Deixou valiosas dicas para quem quer abrir o seu negócio digital, como ele. Confira!

Planeje com cuidado! Plano de negócios e planilha financeira são essenciais.

Toda a parte jurídica também é muito importante.

Olhe muitos cases. Não é porque uma empresa que você conhece está dando muito certo que ali é o melhor lugar do mundo.

Tem muita coisa que parece fácil, mas não é.

Tenha parceiros muito bons. Se você tiver um parceiro muito bom, use-o.

A diferença no digital hoje é quem consegue fazer bem o que faz.

Ache um nicho e trabalhe bem esse nicho.

Se você fizer um trabalho bem feito, a internet vai te responder bem.

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *