Edital de Inovação para a Indústria: inscrições abertas

Três importantes entidades de fomento ao empreendedorismo (Senai, Sesi e Sebrae) lançaram o Edital de Inovação para a Indústria 2018. O programa vai investir até R$55 milhões para o desenvolvimento de projetos em empresas industriais de todos os portes, incluindo startups de base tecnológica.

Para muitas empresas, essa é uma ótima oportunidade para tornar-se mais competitivo no mercado. Além do incentivo financeiro para soluções inovadoras, os selecionados vão receber apoio técnico e contar com uma infraestrutura tecnológica de ponta.

Desde 2004, cerca de 900 projetos e 600 empresas já foram beneficiados pelo Edital de Inovação. Ao todo, já foram investidos mais de R$460 milhões.

Como funciona o Edital de Inovação?

Inovar é fundamental para a competitividade da indústria brasileira. O Edital de Inovação para a Indústria é uma iniciativa que valoriza essa prática, financiando o desenvolvimento de novos produtos, processos e serviços inovadores.

Empresas do setor industrial brasileiro de todos os tamanhos, inclusive startups de base tecnológica. As empresas podem enviar propostas durante todo o ano. Os resultados são anunciados periodicamente e as ideias reprovadas podem ser aprimoradas e reenviadas.

infográfico edital de inovação

Escolha uma categoria

Antes de submeter sua ideia é importante escolher uma categoria. Confira a seguir as categorias e o enquadramento das empresas em cada uma delas.

Categoria A

Inovação Tecnológica para Grandes e Médias Empresas

Nessa categoria, são recebidas ideias de novos produtos, projetos de desenvolvimento de novos processos industriais e plantas piloto.

Tempo máximo de realização do projeto: 24 meses
Custo de financiamento: até R$400 mil

Categoria B

Inovação Tecnológica para Micro e Pequenas Empresas (MPE), Micro Empreendedor Individual (MEI) e Startups de Base Tecnológica

Nessa categoria, são recebidas ideias de novos produtos, processos e serviços inovadores em micro e pequenas empresas, startups de base tecnológica e microempreendedores individuais.

Tempo máximo de realização do projeto: 24 meses
Custo de financiamento: até R$400 mil

Categoria C

Empreendedorismo Industrial – Grandes empresas e Startups

A categoria C do Edital de Inovação para a Indústria tem como objetivo conectar investidores, médias e grandes empresas a startups de base tecnológica, micro empreendedor individual (MEI) ou micro e pequenas empresas (MPE).

Funciona assim:

1. A instituição âncora lança a chamada temática, sem obrigações financeiras imediatas;

2. Startups, MEIs e MPEs submetem suas propostas na plataforma do edital;

3. A instituição âncora e o Senai selecionam startups por competência tecnológica;

4. A instituição âncora, o Senai e as startups selecionadas elaboram o plano de projeto;

5. A instituição âncora, o Senai e as startups realizam a execução colaborativa do projeto.

Categoria D

Inovação em Segurança e Saúde no Trabalho (SST) e Promoção da Saúde (PS)

O objetivo é estimular o desenvolvimento de ideias inovadoras em Segurança e Saúde do Trabalho e Promoção da Saúde. Empresas de qualquer porte e startups podem inscrever projetos.

Tempo máximo de realização do projeto: 18 meses
Custo de financiamento: até R$350 mil

As propostas devem apresentar soluções nos seguintes temas:

  • Higiene ocupacional
  • Ergonomia
  • Fatores psicossociais
  • Prevenção da Incapacidade
  • Longevidade e Produtividade
  • Economia para Saúde e Segurança
  • Tecnologias para Saúde
  • Sistemas de Gestão em SST

Categoria E

Inovação Setorial em Segurança e Saúde no Trabalho (SST) e Promoção da Saúde (PS)

Estimula o desenvolvimento de novas tecnologias, serviços inovadores, soluções nos processos e produtos para Segurança e Saúde no Trabalho e Promoção da Saúde.

As ideias podem ser apresentadas por empresas de qualquer porte em conjunto com representantes dos setores de construção, frigorífico e mineração.

Passo a passo para participar

Antes de mais nada, é interessante ler o edital disponível online, para verificar todas as regras. Abaixo, reproduzimos o passo a passo para cadastrar sua ideia, conforme consta no documento.

1º Passo:
Analisar a aderência do seu projeto ao público alvo e objetivo das categorias deste edital;

2º Passo:
Acessar plataforma.editaldeinovacao.com.br;

3º Passo:
Cadastrar um usuário na plataforma do edital (qualquer integrante da equipe);

4º Passo:
Cadastrar informações gerais da empresa e da ideia, conforme manual de apoio às inscrições disponibilizado no site do edital;

5º Passo:
Entrar em contato com o interlocutor do seu estado para identificar a UO executora (Senai ou Sesi) com competência tecnológica para integrar o desenvolvimento do projeto proposto;

6º Passo:
Anexar os documentos obrigatórios definidos por categoria e por fase de avaliação (apêndice 6 do edital);

7º Passo:
Quando aplicável, anexar documentos comprobatórios da participação da EP em programas parceiros para validar a pontuação bônus da sua ideia;

8º Passo:
Solicitar a validação dos documentos anexados ao responsável pelo projeto na Unidade Senai/Sesi designada. Apenas serão encaminhadas para avaliação as ideias validadas pelos Interlocutores de Inovação Estaduais;

9º Passo:
Acompanhar o status da sua ideia e/ou plano de projeto na plataforma;

10º Passo:
Respeitar os prazos de submissão dos documentos obrigatórios por ciclos de avaliação e categoria.

Investimento de R$55 milhões

O recurso aportado é de caráter não reembolsável e se destina à fase de desenvolvimento dos projetos. O dinheiro vai custear prioritariamente horas técnicas, matéria prima e insumos.

É importante lembrar que não há repasse financeiro direto para as empresas participantes. A gestão dos recursos financeiros aprovados por projeto é realizada por uma Unidade Operacional (UO) do Senai ou Sesi, co-executora do projeto e vinculada ao
Departamento Regional (DR) do respectivo estado.

Apenas no caso da categoria C, é permitido o repasse financeiro direto às empresas pela instituição âncora, dependendo do plano de projeto que será definido conjuntamente entre as partes envolvidas.

Resultados

As Empresas Parceiras (EP) estão limitadas a aprovar apenas um projeto por ciclo de avaliação para as categorias A, D e E. Para as categorias B e C, as empresas que já estiverem sendo apoiadas pelo edital não podem ter novos projetos aprovados.

Não há restrição quanto ao número de cadastros, mas se mais de uma proposta da mesma empresa tenha pontuação para ser aprovada, apenas o projeto com a maior pontuação será aprovado.

Os resultados de todas as categorias e etapas de avaliação serão disponibilizados no site oficial do edital, na seção “resultados”.

Os feedbacks das ideias avaliadas serão registrados pelos avaliadores diretamente na plataforma online do edital. Não será aceito nenhum recurso quanto ao resultado do processo de avaliação.

Depois de aprovado, o projeto passará pelas etapas de:

  • Contratação e Homologação – Cadastramento, análise crítica do cronograma físico-financeiro e homologação
  • Execução – Início das atividades, repasse dos recursos, prestação de contas e utilização dos recursos
  • Monitoramento – O indicador de acompanhamento físico de todos os projetos ativos será pelas entregas
  • Encerramento – Prestação de contas final dos recursos recebidos e Relatório Crítico de Encerramento
Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *