Desafios no mercado das concessionárias de veículos


Consultoria empresarial para concessionárias tem sido o caminho para o crescimento desse segmento no mercado
Um dos segmentos de negócio mais desafiadores hoje no Brasil é o das concessionárias de veículos. Em matéria publicada pelo portal G1, de acordo com dados divulgados pela federação dos concessionários, Fenabrave, foi mostrado que houve aumento de 14,6% na venda de veículos novos em 2018, em comparação a 2017.

Ainda assim, esses números ficaram abaixo, segundo a estimativa de dez anos anteriores, em que a venda de veículos no país ficou em torno de 2.819.909. O que tem mudado nesse mercado?

Segundo o consultor empresarial, Marcelo Viana, da T4 Consultoria, os desafios da consultoria empresarial para concessionárias se deve a alguns fatores, dentre eles, ao fato de que as margens de lucros em vendas de veículos deixaram de ser atrativas. Outro fator que deve ser levado em consideração, segundo Viana, é o comportamento dos jovens em relação à compra de automóveis e do consumidor mais maduro, que com a crise de 2015, passou a ficar mais tempo com carro, adiando a troca.

“Nos últimos 10 anos os hábitos de consumo de veículos mudou, e mudou muito principalmente em relação aos jovens que não têm mais desejo em possuir um carro 0 Km, hoje as ambições são outras. Com a possibilidade do aluguel de veículos através de aplicativos ficou muito fácil e barato se locomover, ou seja, a concessionária precisa se preparar para os próximos anos e se reinventar e adaptar à mobilidade urbana.”

Mobilidade urbana – o compartilhamento de veículos como forte tendência no mercado

De acordo com pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) para a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) foi mostrado que no Brasil, as pessoas gastam, em média, 40 dias no trânsito para realizar as atividades cotidianas como ir ao trabalho, estudar, ir a consultas médicas, etc.

“Há algum tempo tem sido pensado em alternativas para melhorar a mobilidade urbana, o que claro, reflete em questões em torno da sustentabilidade. O que mais tem impactado em mudanças e está crescendo no Brasil, é o mercado de locação e compartilhamento de veículos”, conta Viana.

No mundo, segundo dados da consultoria Frost & Sullivan, há mais de sete milhões de pessoas usando algum tipo de compartilhamento. Acredita-se que até 2025 esse número avance para 25 milhões.

Consultoria empresarial para concessionárias – o que pode trazer destaque nesse setor?

Viana acredita que o diferencial para o empreendedor não está apenas na redução dos preços para tentar uma vantagem competitiva, mas sim, está em conseguir implementar melhores práticas de controles internos e processos, de maneira que o tempo e custo se tornem menores, o que em consequência pode levar ao aumento da lucratividade e à diminuição no número de veículos parados.

“É fundamental que as concessionárias de automóveis busquem agregar produtos e serviços para obter melhores resultados em vendas. É preciso entender as mudanças comportamentais do público, o que mudou em seus hábitos de consumidor. É necessário acompanhar a tecnologia”, alerta o consultor.

Uma das alternativas para se tornar mais competitivo nesse ramo de negócio é repensar os produtos e serviços oferecidos. Uma boa alternativa é oferecer a possibilidade da locação de veículos, um serviço que tem sido cada vez mais procurado pelos consumidores.

Por muito tempo, o aluguel de veículos por um ano ou mais tempo era considerado ‘fora de órbita’ por conta do alto custo. Esse modelo de negócio, nos Estados Unidos, é conhecido como leasing operacional, e corresponde a 50% das aquisições dentre a população.

Para Viana, as pessoas têm repensado cada vez mais onde estão aplicando os seus investimentos e, para muitas, a aquisição de um veículo tem deixado de ser considerado um investimento, principalmente quando se realiza o cálculo dos juros de financiamento e se leva em conta a desvalorização com o passar do tempo:

“As pessoas estão levando em conta todos esses fatores, e grande parte acaba optando pela contratação de um aluguel de 12 ou 24 meses, que inclui o IPVA, licenciamento, seguro e as revisões programadas”, explica o consultor.

Para ampliar o leque de produtos e serviços e aumentar a possibilidade de lucratividade, a consultoria empresarial para concessionárias pode ajudar nesse processo de mudança nos processos para implantar os novos serviços, caso esse seja um desejo por parte do empresário para ampliar a sua participação competitiva no mercado.

Já em relação à venda dos novos, seminovos e usados, é importante sempre frisar os benefícios de cada opção. Algo que costuma ser muito útil no processo de reforçar os pontos positivos de cada produto/serviço e também de esclarecer com clareza sobre as possíveis desvantagens é o investimento na divulgação assertiva, com foco na internet, que é onde as pessoas mais procuram informações.

O trabalho de uma consultoria empresarial para concessionárias pode ajudar o empreendedor a entender melhor a operação no seu modelo de negócio e aplicar melhores práticas de gestão financeira e custos, que podem se estender a todas as áreas de atuação deste setor.

“Em caso de lucro muito abaixo do esperado, por exemplo, o trabalho da consultoria auxilia na reestruturação do negócio, começando a partir da gestão financeira, se estendendo à gestão do negócio no todo. É preciso encontrar uma maneira de se destacar frente a um segmento concorrido e com tantos desafios”, finaliza o especialista.

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *