Crowdfunding: o que é e como fazer o seu projeto

Se você é empreendedor provavelmente já escutou a palavra crowdfunding. Mas sabe o que significa? É o financiamento de pequenas quantias, onde várias pessoas investem em um projeto que se interessem. Esse processo todo acontece pela internet e também é conhecido como “vaquinha virtual”.

O crowdfunding surgiu para ajudar os empreendedores a tirarem os projetos do papel e transformá-los em realidade. E as startpus são as que mais tem se beneficiado com isso. Além delas, os setores de tecnologia, cultura, saúde e indústrias, entre outros, também podem se beneficiar com esse modelo de investimento.

Crodwfunding
Crodwfunding é uma alternativa para os empreendedores

Como funciona o crowdfunding?

O empreendedor apresenta, em uma plataforma, o projeto para o público informando a quantia necessária que precisa e o dia limite que tem para arrecadar o dinheiro. Aqueles que se interessarem, após verem a apresentação da ideia por meio de vídeo ou descrição, poderão investir a quantia que quiserem.

Se o empreendedor alcançar a quantia imposta no projeto, o site em que estava cadastrado o empreendimento recebe, geralmente, uma comissão de 5%. Porém, caso aconteça o contrário, o empreendedor não recebe nada do que foi arrecadado e o dinheiro é devolvido para aqueles que investiram.

Utilizar o crowdfunding é vantajoso tanto para quem quer empreender quanto para quem investe. É uma forma segura de arrecadar o dinheiro.

Aqueles que depositaram a quantia podem acompanhar todo o processo do produto. Outro ponto positivo é que o dinheiro pode ser devolvido caso a quantia necessária não seja arrecadada.

Há empreendedores que para chamar mais a atenção dos investidores resolvem dar como brinde o produto que será produzido. Isso, claro, se o dinheiro necessário for alcançado. O brinde é oferecido a todas as pessoas que doaram, independentemente da quantia que foi depositada.

Como montar um projeto de crowdfunding

Se você ficou interessado no crowdfunding e quer tirar aquele projeto que sempre sonhou do papel, confira algumas dicas para ter sucesso no seu projeto.

  • Escolha o crowdfunding certo: Procure sites que sejam confiáveis para cadastrar o seu projeto. Veja também se o seu modelo de negócio possui uma categoria no site, como por exemplo: cultura ou tecnologia.
  • Peça somente o necessário – Não coloque um valor acima do que precisa, faça um planejamento para saber qual a quantia é necessária para que o projeto seja concretizado. Isso passa confiança para aqueles que irão investir no seu empreendimento.
  • Pesquise – Faça uma pesquisa para saber se existe um interesse ou uma procura pelo projeto ou pela área ao qual ele pertence. Pergunte aos familiares e amigos se eles investiriam no seu negócio.
  • Profissionalismo – Monte uma equipe para ajudar na abertura do negócio e para criar o crowdfunding. Assim, você terá pessoas que irão te ajudar no planejamento, criação e divulgação da empresa.
  • Utilize as redes sociais – Divulgue nas suas redes sociais o projeto que está implementando. Peça também aos familiares e amigos para compartilharem para render mais investidores, além de conseguir a quantia necessária antes que o tempo se esgote.
  • Faça vídeos para a campanha – Mostre quem você é para o público que irá investir no seu empreendimento. Faça um vídeo falando sobre você, explicando o produto, as vantagens.
  • Inicie a campanha com algum dinheiro investido – Peça para que os familiares invistam no projeto e que apliquem o dinheiro para antes de você começar a divulgar a sua campanha já ter uma quantia razoável na página do seu negócio. Quando um investidor vê que a campanha já possui um determinado número de doações, isso causa um efeito positivo.

5 sites de crowdfunding para se cadastrar

Kickante: O site oferece dois tipos de crowdfunding, campanha flexível e tudo ou nada. A primeira é quando o empreendedor recebe a quantia arrecadada mesmo sem alcançar a meta definida no projeto. Já na segunda ele só irá receber o dinheiro caso tenha atingido o valor definido quando o projeto foi cadastrado. A taxa cobrada pelo site é de 12%, podendo chegar a 17,5% caso a campanha seja flexível.

Catarse: Também possui os dois modelos de campanhas. Possui cadastro de diversos produtos, desde cultural até ciência e empreendedorismo. A taxa da plataforma é de 13%.

Benfeitoria: O site oferece apenas a opção da campanha tudo ou nada. A plataforma demora até cinco dias para aceitar ou recusar um projeto. A taxa cobrada varia de 1,3% a 4,9%, além de coletar mais R$0,39 sobre o valor de cada contribuição adquirida.

Vakinha: Um dos primeiros sites de arrecadação do Brasil, a campanha do site também é a tudo ou nada. Possui taxa entre de 6,40% mais R$0,50 para pagamentos com cartão de crédito, boleto ou transferência.

IdeaMe: o site está presente em diversos países das Américas e possui as duas campanhas: flexível e tudo ou nada. Nele o projeto chega demorar até sete dias para ser aprovado ou reprovado. As taxas são acima de 14,5%, sendo: 10% em ambas as campanhas e mais 4,5% de taxa para o meio de pagamento além dos impostos.

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *