Como fazer um planejamento do emprego para o próprio negócio?

Muitas pessoas querem empreender, mas ficam na dúvida sobre como começar um negócio tendo um emprego fixo. Acreditam que para alcançar os seus sonhos precisam pedir demissão, o que é uma ideia muito assustadora para alguns. E, com isso, acabam desistindo e continuam num trabalho que muitas vezes não é o que as realiza profissionalmente.

Entre ficar num trabalho que não faz mais sentido e largar tudo para empreender existe o caminho do meio que é começar o seu negócio em paralelo e fazer uma transição planejada associada a ações imediatas.

planejamento emprego negocio

Para começar a caminhar no seu novo negócio coloquei 4 dicas de planejamento a seguir.

1- Planejamento de tempo

Para começar algo novo, você vai precisar dar mais atenção ao seu sonho do que a outras tarefas. Será preciso conciliar emprego atual, negócio novo e família.

Para que você não se sinta sobrecarregado é fundamental organizar o seu tempo.

Defina horários do seu dia para trabalhar no seu negócio e priorize atividades que o levarão em direção ao seu objetivo. Neste início invista um tempo em pesquisas, isso economizará bastante do seu tempo e recursos lá para frente.

Para ajudar você a se organizar melhor estou disponibilizando uma ferramenta de Planejamento Estratégico Semanal. Você pode baixar clicando aqui.

2- Planejamento financeiro pessoal

Você vai precisar juntar dinheiro e se preparar financeiramente para ter um negócio. Para que isso seja possível é preciso criar metas e traçar um plano estruturado, controlar os gastos e saber investir naquilo que realmente vai te proporcionar um maior retorno.

Controle as suas finanças anotando todos os seus gastos e estipule um valor mensal para investir na sua empresa, reserve em alguma aplicação tipo Renda Fixa.

3- Plano de Negócios

Sabe quando você vai viajar? O que você faz? Primeiro escolhe um lugar para visitar, depois pesquisa os passeios a fazer, decide se vai no inverno ou verão para preparar a mala, monta um roteiro de viagem para saber a programação e quanto vai custar.

Um plano de negócios é exatamente assim.

O plano de negócios é um documento onde você coloca por escrito os objetivos e estratégias do seu negócio. Contém uma série de informações para você saber exatamente o tamanho do seu sonho e a viabilidade dele.

Um plano de negócios deve conter: objetivos do negócio, análise de mercado, plano de marketing, plano operacional e plano financeiro.

O plano de negócios é muito importante para saber onde você quer chegar, como é e quanto vale o seu negócio, entender tamanho do seu sonho e se programar para alcançá-lo.

4- Planejamento de Transição

O que acontece com quem nunca empreendeu é que ao fazer o plano de negócios, ele pode ficar muito distante do viável tanto em termos financeiros quanto de competências.

Esse também é um dos motivos pelos quais muitas empresas abrem e logo fecham. O empresário não consegue dar conta do negócio por não saber lidar com uma série de questões que surgiram de repente em sua vida.

O plano de negócios irá te nortear para onde você precisa chegar. O caminho para chegar aonde você deseja pode ser feito conforme as suas capacidades. Uma boa forma de fazer isso é iniciando com um MVP (Produto Minimamente Viável) para testar no mercado.

Case

Vou usar o exemplo de um cliente para que você entenda na prática como iniciar com um MVP e fazer a transição.

Trabalhamos no plano de negócios para iniciar um ecommerce do porte da Netshoes, só que comercializando produtos da marca dele, ou seja, criando um negócio do zero.

Bem, ele sabe exatamente o que quer, mas não tinha condições de começar grande como gostaria e nem de assumir um risco que ele não poderia prever. Mas como ser grande, com mais de 500 produtos???

Começando pelo primeiro!

Então nos três meses que trabalhamos juntos ele criou a empresa, a marca e mandou fabricar o primeiro produto para ser comercializado na Amazon. A partir do primeiro, com as experiências de fabricação e venda online, entendendo os erros e acertos, vai fazer o segundo e assim vai construindo a sua marca e os seus produtos.

Estipulamos metas com prazos para cada ação e fizemos os cálculos de quantos produtos ele precisa vender para suprir seu custo de vida e da nova empresa, para que então, já remunerado pelo seu negócio, ele consiga sair do emprego e viver 100% da sua empresa.

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *