Como equilibrar razão e emoção no seu negócio

Recentemente ouvi de um colega que é contador um caso de sua cliente que está para abrir um restaurante de alto padrão.

Entre várias questões levantadas, quando perguntada sobre como realizou o planejamento de custeio das refeições, a resposta foi: “Não sei ao certo, tenho uma noção de quanto gasto nos ingredientes e um valor para a cobrança, mas sei que vai dar certo”.

O colega, como bom contador, colocou a mão na cabeça e passou a orientá-la sobre métodos de custos e a importância de ter claro todos os desembolsos.

Como psicólogo na área de finanças, algo me despertou. O sentimento transparecido de que o otimismo supera o planejamento.

Como equilibrar paixão e planejamento no negócio

Segundo o contador, sua cliente estava visivelmente empolgada com o novo empreendimento e não via a hora de abrir o restaurante e ver a satisfação dos clientes.

Entretanto, sem organização, de fato os usuários podem gostar do serviço, mas se não houver sustentabilidade no negócio, estes serão clientes órfãos no futuro.

Equilibre expectativas com a realidade

Ter expectativas e sonhar com a realização do negócio já em funcionamento é essencial para a motivação. Entretanto, é imprescindível que a mente não divague para fora da realidade.

São muitos os desafios e superações diários que o empresário enfrenta. A organização e a disciplina são requisitos de saúde mental, pois há uma retroalimentação cognitiva e ambiental.

A mente repleta de medos e ansiedades proporciona um ambiente desorganizado e confuso. Por sua vez, esse ambiente potencializa mais emoções conflitantes e atrapalha o seu desempenho.

Confronte seus problemas de frente e resolva-os com organização e atenção plena no momento presente.

Mente Equilibrada e Foco na Ação!

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *