Como abrir uma franquia: tudo o que você precisa saber

O setor de franquias cresceu acima da inflação em 2017, e ainda vai crescer mais. Se esse tipo de negócio é o seu objetivo, ou se você ainda está pensando nessa possibilidade, reunimos aqui tudo o que você precisa saber para abrir uma franquia.

A Associação Brasileira de Franchising (ABF) revelou um faturamento de R$163 bilhões em 2017. Um crescimento de 8% em relação ao ano anterior. No ano passado, as franquias conseguiram elevar em 1% o número de empregos gerados. E ao todo, empregam em torno de 1,2 milhão de trabalhadores diretos.

abrir uma franquia capa

Nesse post, você vai aprender:

O que é franquia?

Tipos de franquia

Franquia X licenciamento

Franquia X representação comercial

Vantagens e desvantagens de abrir uma franquia

Riscos de investir em uma franquia

Como escolher uma franquia

Qual o investimento inicial necessário?

Passo a passo para abrir uma franquia

Qual o segredo das franquias de sucesso?

Vamos começar?

O que é franquia?

abrir uma franquia

Uma franquia é a licença para utilizar determinada marca, com seus produtos, serviços e métodos de gestão. Normalmente, os contratos de franquia são realizados entre empresas de sucesso e novos empreendedores. Quem recebe os direitos de usar a marca é chamado de franqueado. Já o franqueador é quem cede os privilégios.

São dezenas de possibilidades de franquia no mercado. Veja as áreas mais comuns:

Alimentação (bares, restaurantes, pizzarias, bebidas, cafés, doces e outros);

Beleza (maquiagem, estética, saúde do corpo, cosméticos, perfumaria);

Comunicação (marketing, fotografia, jornalismo, publicidade, design);

Imóveis (imobiliária, arquitetura);

Roupas;

Decoração;

Móveis;

Educação (idiomas, preparatórios);

Livrarias;

Turismo e hotelaria.

Tipos de franquia

Segundo estudo feito pelo Sebrae, existem três modelos de franquias que podem ser destacados. Cabe ao franqueador escolher o melhor tipo que deseja colocar à disposição do mercado para expandir a sua marca. Tudo depende de diversos fatores como locação, legislação, contrato e expansão.

⇒ Franquia Unitária: Permite abrir uma outra unidade, com exclusividade de atuação em imóvel ou localidade sugerida pelo franqueador.

⇒ Franquia Master: Utilizado nos planos de internacionalização e em países de grandes dimensões. O Master Franqueado (ou Sub Franqueador) assina contrato com direito de implantar ou terceirizar outras unidades.

⇒ Franquia de Desenvolvimento de Área: É onde o franqueado abrirá mais de uma unidade em determinado espaço de tempo.

Franquia X licenciamento

licenciamento abrir uma franquiaLicenciamento é o direito de uso de uma determinada marca ou personagem que está atrelado a um produto ou serviço. Enquanto franquia também é o uso de uma marca e serviço, porém é preciso aprender sobre o negócio, ou seja, conhecê-lo.

A franquia é um modelo de padrão que deve ser seguido e, por isso existem treinamentos e formatação do negócio. Sendo assim, o franqueador cede ao franqueado não apenas o uso da patente, mas também o direito da distribuição dos produtos ou serviços dessa marca.

Licenciamento é quando o dono de uma determinada marca, propriedade intelectual ou personagem, legalmente protegidos, cede o uso por tempo determinado de um produto ou serviço. Sendo que em troca o proprietário receberá uma remuneração podendo ser fixa ou variável, estando ou não atrelada ao desempenho do produto.

Todo esse processo envolve um licenciador, que é o proprietário dos direitos da licença, uma agência, a representante oficial do licenciador no Brasil e o licenciado que é a empresa que contrata o uso da marca para os produtos ou serviços.

Essa relação entre o licenciado e o licenciador é regulamentada pelo contrato de licenciamento. E toda a negociação é feita pela agência. Os direitos de propriedades industriais e marcas chamam-se royalties. O direito de personagens, celebridades e obras artísticas é o copyright, ou seja, o equivalente ao direito autoral.

Franquia X representação comercial

Como o próprio nome traduz, o representante comercial reproduz um produto específico. Mas, mais do que isso, o profissional assume uma responsabilidade sobre a marca. A sua função não se resume apenas em realizar a venda. Mas também a estar presente caso o produto apresente algum tipo de problema.

Por isso, o representante comercial é o profissional que deverá conhecer o seu produto completamente. Informações de condições de venda, conservação, precificação, melhor forma de distribuição e público consumidor são dados que estarão na ponta da língua de todo representante.

Uma das principais vantagens deste modelo de negócio em comparação com a grande maioria das franquias é o baixo investimento. Além da variedade de possibilidades de representação. O representante poderá oferecer produtos de diversos segmentos, sejam alimentos, cosméticos, utilidades e etc.

Vantagens e desvantagens de abrir uma franquia

Para o franqueado a vantagem é que existe menos risco de o negócio dar errado, pois a marca já está consolidada no mercado. Toda credibilidade foi construída, por isso, dezenas de passos foram dados em direção ao sucesso do investimento.

As desvantagens para quem abre uma franquia são os custos e a falta de liberdade para inovar, seja na decoração ou nos produtos. Por ser uma empresa que está estável no mercado, o valor inicial para o uso dos direitos pode ser alto. Além disso, o franqueador também tem participação nos lucros mensais e pode cobrar outras taxas acordadas anteriormente por contrato.

Riscos de investir em uma franquia

Pouco conhecimento sobre franquias

Cada franquia é singular. Há regras, deveres e obrigações diferentes para cada segmento. Conhecer a área é importante para fechar o contrato com a marca correta.

Ausência de autoconhecimento

Um problema que afeta todos os ramos do empreendedorismo é a falta de autoconhecimento dos investidores. Analise se é isso mesmo que deseja, se esta é a área que gostaria de trabalhar por muito tempo, se é isso mesmo que gosta de fazer.

Contrato mal escrito

O contrato é a parte principal da franquia. Nele estão todas as regras para o uso da marca franqueada e até a saída da franquia. Não assine com pressa ou empolgação. Leia com atenção e esteja acompanhado de um profissional habilitado para tirar suas duvidas.

Comunicação com o franqueador

Manter uma relação com ruim a pessoa ou departamento de comunicação com a franqueadora é um risco para o negócio. Tente sempre manter o relacionamento sadio para a redução de ruídos na comunicação.

Escolha do local para implantação do negócio

Escolher o lugar ideal para abrir uma franquia é um desafio vital para o sucesso (ou fracasso) do empreendimento. Se atente com os valores do aluguel, movimentação do local e demais questões que possam prejudicar o crescimento do negócio.

Demora para alcançar o retorno do investimento

Deve haver paciência. O retorno pode demorar mais ou menos que outras franquias da mesma área, em torno de 12 a 36 meses. O importante é trabalhar para que haja rentabilidade na empresa, principalmente nos primeiros meses. Atenção com o capital de giro.

Franqueador ruim

O sucesso da franquia está totalmente ligado com o do franqueado, por isso, saiba o histórico da empresa, bem como sua credibilidade e popularidade. Veja também se a mesma está associada na Associação Brasileira de Franchising (ABF), que possui diversas métricas de qualidade.

Achar que o negócio está pronto

Por conta da franquia vir de uma empresa que já é um sucesso, é comum que o novo empresário pense que o trabalho pesado foi feito. É necessário muito trabalho duro e conhecimento para garantir a continuação do negócio.

Falta de preparo do franqueado

O novo empreendedor deve estar preparado para lidar com situações de estresse e controle de problemas imprevisíveis. O ideal é apostar em cursos de administração, marketing de vendas e redes sociais. Saber um pouco de tudo é essencial.

Richa entre franquias

Pode acontecer de existirem diversas unidades da franquia em uma região. É uma falta de visão do franqueador fazer com que haja competição entre os estabelecimentos. Por isso, para evitar constrangimentos, antes de assinar o contrato garanta que tenha especificação sobre este ponto.

Falta de motivação da equipe

O empreendedor não trabalhará sozinho, por isso, é importante ter atenção ao montar uma equipe que tenha conhecimento na área e ânimo para aprender. Treine e motive seus funcionários para realizarem um bom trabalho.

Como escolher uma franquia?

escoha abrir uma franquia

Vá com calma

Pressa para quê? Analise todas as possibilidades de franquia e escolha a que se encaixa no seu perfil. Se gosta de cozinhar, por que abrirá um pet shop? Pense bem, com consciência, principalmente, não haja por impulso.

Reflita sobre seu perfil de empreendedor

Tenha afinidade com a franquia que irá escolher. Você faria o serviço todos os dias tranquilamente? Neste momento esqueça a questão do lucro e pense na sua satisfação pessoal, pense a longo prazo. A função se encaixa com a sua personalidade?

Avalie o custo benefício do negócio

A franquia deve ser lucrativa. É necessário fazer um bom planejamento considerando todos os gastos, dos maiores aos menores, até mesmo os contratempos, e possível lucro. Após esta análise, você pode perceber que, talvez, seja melhor abrir um empreendimento do zero.

Investigue a empresa de seu interesse

Calma, não é para dar uma de Sherlock Holmes, mas, sim, ficar atento se a franquia é de confiança. Veja se a mesma está associada na Associação Brasileira de Franchising (AMF), que possui regras de qualidade para aceitar franquias. Pesquise a história e tenha certeza de que é segura.

Considere as diferenças entre franquias

Cada uma tem taxas diferentes, bem como os contratos. Pondere cada uma do seu interesse para encontrar e escolher a franquia perfeita para você. Converse com outros franqueados para ter ciência de como é o dia a dia, os pontos positivos e negativos, faturamento e outras questões pertinentes.

Saiba o que é a COF

A Circular de Oferta da Franquia é um documento feito pelo franqueador. Neste comprovante há dados do negócio como responsabilidades legais e obrigações da franquia. Deve ser entregue ao novo empreendedor antes da assinatura do contrato. Atenção: leia com cuidado confirmando se está sendo seguida a Lei da Franquia.

Siga as regras

Ter uma franquia significa seguir um padrão pré-estabelecido. É preciso seguir as regras listadas no contrato para que não haja problemas futuros. Desde a decoração da empresa, até no modo de produção, a franquia deve respeitar o padrão da franqueadora.

Converse com especialistas

Tenha sempre um profissional para tirar suas dúvidas e te ajudar a andar pelo melhor caminho. O investimento é alto demais para que seja decidido sem orientação jurídica.

Qual o investimento inicial necessário?

MEI paga imposto de renda? Entenda.O investimento inicial em franquias depende da marca. Existem diversos valores que são compatíveis com vários tipos de projetos. Alguns exemplos são:

⇒ Mc Donald´s: R$1,6 milhão a R$2,6 milhões

⇒ Subway: R$400 mil

⇒ O Boticário: R$250 mil

Os especialistas recomendam não investir mais de 70% do seu capital na montagem da loja e na taxa de franquia, pois você ficará sem renda para os gastos iniciais da operação. É preciso ter reservas para pagar os custos. No início de uma franquia, as vendas não estão no ponto normal.

Depois que alcançar o ponto de equilíbrio, haverá sobra de caixa. O empreendedor deve saber de quanto pode ser esse lucro – e se esse valor será suficiente para manter o padrão de vida que deseja. Se começar a retirar mais dinheiro que pode, vai faltar capital de giro para quitar as contas.  Portanto, atenção. Franquias são um bom negócio, mas precisam de planejamento.

Passo a passo para abrir uma franquia

Passo 1 – Planejamento

Pegue um papel, ou bloquinho. Ou melhor, abra um novo arquivo no Word a comece a traçar um planejamento de quais são as suas possibilidades para abrir um negócio. Uma tabela no Excel também ajuda para colocar em organização custos e despesas.

Você precisa saber qual seria o seu investimento inicial, o quanto você pode entrar com esse projeto. Para depois dar o próximo passo. Não cometa o erro de procurar o franqueador sem ao menos saber o valor do seu capital.

Com esse planejamento, você saberá se o que tem é pouco, ideal ou muito para começar a busca pela franquia certa. É possível, nessa etapa, também perceber se pedir um empréstimo é o ideal ou se não há necessidade. Caso seja preciso, corra atrás do método mais seguro.

Passo 2 – Pesquisa

Embora você já tenha traçado um planejamento e já saiba quanto pode investir, nem tudo o que se encaixar no seu padrão financeiro é o negócio adequado. Tente encontrar algo que se encaixe completamente no seu perfil profissional e pessoal. Já pensou entrar com todo o investimento e não se adaptar às atividades e ter que abandonar o barco?

Para que isso não aconteça, antes de contatar o franqueador faça uma busca, na internet mesmo, sobre os perfis das empresas/marcas. Traçe o estilo do que você gostaria de trabalhar, escolhendo o melhor segmento e/ou área.

Passo 3 – Cadastro

De tanto pesquisar encontrou a melhor marca para o seu investimento? Muito bem! Então agora é a hora de fazer contato com o franqueador. Como isso acontece? Você precisa acessar o site oficial daquela marca e pesquisar a área de franquias.

Após encontrar a página para franquiados, é preciso fazer um cadastro de interesse e preencher a ficha com os seus principais dados e motivos para estar interessado naquele segmento e empresa. O franqueador avaliará o seu perfil. Não se assuste se o formulário for extenso, com muitas perguntas. Isso é bom, pois se algo não se encaixar com o seu perfil dá tempo de recuar.

Passo 4 – Encontro presencial

Embora a internet seja uma ótima ferramenta ágil e prática em todos os processos de um negócio, nada melhor do que uma conversa presencial para esclarecer todas as dúvidas tanto de um lado como de outro.

Se você chegou até essa etapa, é porque muito provavelmente teve o perfil aprovado pelo franqueador. Geralmente, as empresas enviam uma Circular de Oferta de Franquia (COF), com todos os principais detalhes da marca, além de uma minuta de contrato.

Leia atentamente tudo o que está escrito na minuta, como os balanços do franqueador, valores, restrições, obrigatoriedades, pendências judiciais, dados cadastrais para pesquisa de histórico, além do mais importante: faça muitas perguntas!

Passo 5 – Análise do contrato

Mesmo que durante o encontro já tenha feito isso, analise novamente todos os detalhes do contrato. Confira todas as exigências e só assine após ter a certeza de que aquela é a marca ideal para você investir o seu capital.

Leia atentamente tudo o que está escrito na minuta, como os balanços do franqueador, valores, restrições, obrigatoriedades, pendências judiciais, dados cadastrais para pesquisa de histórico, além do mais importante: faça muitas perguntas!

Na maioria dos casos, as cláusulas são iguais e padrões para todo tipo de franqueado, portanto, você pode tentar encontrar um modelo na internet e saber se está tudo de acordo . Caso não concorde com algo, tente negociar com o franqueador, uma boa conversa pode resolver tudo. Peça também um cronograma com previsões.

Passo 6 – Escolhendo o ponto

Você está muito perto de conseguir abrir a sua franquia. Essa etapa do processo é muito importante, pois determinará o local do seu negócio. É muito importante avaliar diversos fatores na escolha do ponto ideal para fixar a sua franquia, como distância da sua residência, público-alvo, concorrência, movimentação, periculosidade, entre outros.

Em alguns casos, a marca sugere o local, mas em outros a escolha fica por conta do próprio franqueado. A escolha do imóvel precisa ser feita estrategicamente. O tamanho, por exemplo, deve ser levado em conta tanto o seu negócio e as atividades que serão prestadas, mas também o preço que custará alugar ou comprar aquele espaço.

Passo 7 – O aluguel

Essa etapa é importantíssima e requer muito cuidado para chegar perto de finalizar o processo de franchising. A locação do imóvel precisa ser feita com muita calma. Busque fazer todo esse processo com a ajuda, ou de seu sócio, um familiar de confiança ou contador, para que ajuda a identificar todos os detalhes técnicos e aprovar o aluguel ou compra do local.

Faça um acordo com prazo já determinado. As franquias, geralmente, tem prazo inicial de cinco anos, que tende a se renovar perto da validade expirar. Caso seja alugado, avalie como está recebendo o local. Negocie reformas, se necessário peça para abaixar o valor por esse motivo. Em caso de compras, também faça uma vistoria em todo o imóvel. ma vantagem para quem adquire é tê-lo como seu patrimônio se um dia desvinculá-lo da marca.

Passo 8 – Recrutamento

Avaliou a minuta, escolheu o imóvel, assinou o contrato. Agora é hora de convocar quem vai entrar nesse novo desafio junto com você. Avalie, de acordo com o seu negócio, quantas pessoas precisará inicialmente para começar os trabalhos. Após isso, comece a divulgar as vagas e recrutar as pessoas.

É muito importante deixar claro para todos os interessados que a empresa já existe, mas a franquia é nova, está começando agora naquele ponto e você conta com a colaboração nesse início. Tudo será novo para todos. Busque pessoas interessadas em crescer e fazer o projeto dar certo, não as que buscam apenas o dinheiro.

Passo 9 – Treinamento

Escolhida a equipe, é hora de ensinar o que será feito. Embora durante o recrutamento você já tenha escolhido pessoas com o perfil adequado para as vagas, treinar todos os novos funcionários é essencial para ambientar a todos de como funcionará os trabalhos e para que todos estejam alinhados. É muito ruim quando em uma empresa os funcionários não falam a mesma língua e tomam atitudes distintas. O cliente percebe de cara essa falha.

Alguns franqueadores costumam ajudar nessa etapa, disponibilizando profissionais já experientes para ajudar no treinamento. Pergunte ao responsável se ele pode auxiliar com o treinamento, ou então fornecer materiais para colaborar. Muito provavelmente ele se interessa em ajudar. Afinal, é a marca dele que estará sendo exposta.

Passo 10 – Inauguração

Última etapa do processo de como abrir uma franquia. Essa é a melhor parte: a inauguração. Mas, antes disso é importante se atentar a um detalhe. Antes de abrir ao público a franquia você vai abri-la para teste. Esse teste não recebe clientes e nem expõe ao público nada do que foi feito internamente. Essa é uma etapa para obrigatoriedades fiscais e de trabalho.

Feito isso, chegou a hora de mostrar ao público a franquia. Faça uma boa divulgação e marketing do negócio. Convoque a população e os moradores daquele bairro para o dia da inauguração. Faça desse o melhor negócio da sua vida. Esteja sempre em contato com os franqueadores e outras unidades, para saber de mudanças e novidades, além de nunca se esquecer de todos os compromissos legais, como taxas e contratos.

Qual o segredo das franquias de sucesso?

segredo franquia de sucesso

Definir a franquia ideal é o começo da sua jornada. Depois que você abrir o seu negócio, será necessário muito trabalho e dedicação para conseguir bons resultados.  Existem quatro pilares de gestão que são fundamentais para as franquias de sucesso e devem ter atenção especial do empreendedor.

⇒ Qualidade no atendimento

Garantir uma boa experiência no atendimento ao cliente é fundamental em qualquer negócio. Quando você tem uma franquia, a importância desta área é muito maior. A baixa qualidade no atendimento em uma filial irá afetar a reputação de todas as unidades.

⇒ Estoques em dia

Se a franquia que você escolheu comercializa produtos físicos, é preciso manter atenção especial ao controle de estoque. Lembre-se que o cliente tem urgência em resolver o seu problema. Se a sua empresa não puder solucioná-lo, ele irá buscar a concorrência.

⇒ Controle financeiro

Franquias têm algumas despesas fixas a mais do que negócios únicos, como o pagamento de royalties pelo uso da marca e taxa de franquia. Por isso, o controle de gastos é um fator de muita importância para este tipo de negócio. Manter a saúde financeira do seu negócio é a diferença entre o sucesso e o fracasso do seu empreendimento.

⇒ Gestão de pessoas

Algumas franquias exigem uma quantidade mínima de funcionários nas unidades franqueadas. Logo, é muito importante que o empreendedor aprenda a lidar com estas pessoas. Convém fazer cursos de gestão de pessoas e ciclo motivacional, principalmente se o empresário nunca passou por cargos de chefia. Deste modo, você estará muito mais preparado para conseguir o melhor da sua equipe.

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *