COF: entenda o que é a Circular de Oferta de Franquia

Se você pensa em investir em uma franquia, é tarefa obrigatória entender o que é a COF, a Circular de Oferta de Franquia. Você sabe o que é isso?

Na ABF Franchising Expo, que aconteceu em junho em São Paulo, conversamos com uma especialista no assunto para saber mais detalhes sobre esse documento.

Mércia Vergili, diretora da consultoria GSPP nos ajudou com as principais dúvidas em relação à COF. O que é, que informações deve conter e como interpretar a COF foram alguns dos assuntos abordados.

O que é COF?

A COF é a Circular de Oferta de Franquia e é obrigatória para todas as franquias.

“É um documento que reúne uma minuta de contrato, com o valor de investimento discrimidado e quem são os fornecedores homologados para essa franquia. Ela vai ter todos os números e balanços da franqueadora.”

Todas as informações importantes vão estar reunidas na COF, para que o franqueado tenha condição de fazer uma leitura e avaliar, antes da assinatura do contrato.

Como conseguir a COF de uma franquia?

Mércia explica que o percurso normal do candidato a franqueado primeiro passa pela pesquisa. Com isso, ele vai conhecer mais sobre o modelo da franquia e o investimento necessário.

A partir do momento que ele demonstra real interesse na abertura da franquia, ele vai ter o acesso à COF. E isso acontece antes da assinatura do contrato.

Que informações a COF deve ter?

A COF precisa ter a minuta de contrato. E é importante que o candidato leia e entenda essa minuta.

Porque nessa parte, ele vai encontrar o que vai conter o contrato, com todos os direitos e deveres de ambas as partes (franqueado e franqueadora).

A Circular também deve trazer uma relação de todos os franqueados, com nome e telefone. Inclusive, os ex-franqueados da marca.

“Isso é importante para que haja uma relação muito clara com o franqueado. Para que ele entenda a marca e que nada está sendo ocultado dele.”

Segundo Mércia, na COF deve vir discriminado todo o investimento inicial que o franqueado vai fazer. Além de um demonstrativo dos resultados esperados da marca.

Esses valores devem abranger tanto a fase inicial quanto a fase de operação, depois da abertura da franquia.

A consultora explica que o único prazo estipulado na COF é que ela precisa ser assinada dez dias antes da assinatura do contrato. Os demais prazos vão estar estipulados no contrato.

De certa forma, esses prazos estão na COF porque vão estar na minuta de contrato, que  já consta na COF.

“Por exemplo, contratando a franquia, quanto tempo você tem para achar o ponto, para abertura da loja, início de operação e tempo de duração do contrato. Isso tudo vai estar dentro do contrato.”

A COF tem validade?

A Circular está em constante mudança. “A cada novo franqueado que entra, ele tem que ser inserido na COF. Então, esse documento está sempre em atualização.”

Qualquer outra mudança que seja feita, por exemplo em termos do contrato, deve estar na COF. Além disso, a marca deve atualizar os números anualmente, depois do fechamento de resultados da franqueadora.

Posso contestar a COF?

Como em toda negociação, pode acontecer de o empreendedor não concordar com algum termo estipulado na Circular de Oferta de Franquia. Nesse caso, Mércia não indica a contestação, mas uma conversa.

“Todas as cláusulas de contrato têm a sua razão de ser. Mas o franqueado pode conversar com o franqueador para entender melhor aquela cláusula e chegar em um acordo final, antes da assinatura.”

Preciso de um advogado para entender a COF?

Quando se depara com um documento como a Circular de Oferta de Franquia, o empreendedor pode ficar na dúvida se é preciso ter o apoio de um advogado para entender melhor e não cair em pegadinhas.

Mércia explica que cada franquia pode ter contratos escritos de formas diferentes. O que às vezes pega o empreendedor de surpresa.

Mas o objetivo é que o candidato consiga fazer uma análise sozinho do contrato de franquia e da COF. “Normalmente, as pessoas conseguem ler e entender perfeitamente todas as cláusulas, principalmente seus direitos e deveres.”

Como escolher uma franquia?

O modelo de franquias conquista cada vez mais empreendedores. É uma forma de realizar o sonho de ser seu próprio chefe, apostando em um negócio que já deu certo.

Na ABF Franchising Expo também falamos com o vice presidente da Associação Brasileira de Franchising (ABF), André Friedhein. Ele destacou alguns pontos importantes na hora de escolher uma franquia.

Para André, é mais seguro investir em uma franquia porque, teoricamente, você tem acesso a uma marca, a ganhos de escala, ao know how do franqueador.

Assista à entrevista completa aqui!

O que é preciso para ser um franqueado?

Muitas pessoas têm o desejo de empreender em franquias. Mas o que será que é preciso para ser selecionado como um franqueado de uma marca? Será que é preciso só investimento? Engana-se quem acha que sim.

Para entender melhor sobre o processo de seleção do franqueado, conversamos com uma especialista no assunto. Na ABF Franchising Expo, a maior feira de franquias da América Latina, entrevistamos Angelina Stockler, sócia-diretora da ba}STOCKLER, uma consultoria em franquias.

Assista à entrevista completa aqui!

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *