Business France ajuda brasileiros a empreender na França

A Business France é uma empresa que apoia a internacionalização da economia francesa. Eles exportam empresas da França para o Brasil, e apoiam a ida de empresas brasileiras para a França.

Já pensou em empreender na França? Sobre esse assunto conversamos com Richard Gomes, diretor da Business France na América Latina, no evento .Futuro, que aconteceu nos dias 17 e 18 de maio no Rio de Janeiro.

Para Richard, o mercado de tecnologia está fervendo no Brasil. “Há uma criatividade enorme. Esse tipo de evento não existia há alguns anos, nesse formato. Tem um profissionalismo e uma criatividade que a gente vê aqui incrível”, diz ele, sobre o .Futuro.

Richard avalia que o Brasil está crescendo, tem mais consumidor, principalmente em plataformas como Facebook e WhatsApp. “Eu mesmo quando cheguei no Brasil achei incrível marcar uma consulta com o dentista pelo WhatsApp. O mercado de consumo é enorme.”

A presença global do país também foi destacada po Richard. “Ou seja, as empresas do Brasil não estão só no Brasil. Já estão olhando uma perspectiva mundial para seus negócios. Claramente, o mercado está favorável. E as empresas francesas estão se internacionalizando aqui.”

Ele cita a marca La French Tech, criada pelo governo francês mas gerida por empresas privadas francesas. “A La French Tech está se espalhando pelo mundo inteiro. Inclusive no Brasil, o único hub mundial da La French Tech está em São Paulo. Já temos 400 empresas que fazem parte dessa La French Tech em São Paulo, e estamos vendo a cada dia mais empresas francesas chegando aqui.”

A Businesse France organiza muito eventos, porque há muita demanda das startups francesas para encontrar as grandes empresas brasileiras. “São de 300 a 400 empresas por ano que a Business France acompanha aqui no Brasil.”

Por que empreender na França

Para Richard, a França é o melhor mercado para as empresas brasileiras. “É o primeiro país da Europa, desde o ano passado, que tem financiamento de startup. No ano passado, a França ficou na frente da Inglaterra, e vai ser assim nos próximos anos. Foram R$10 bilhões investidos nas startups lá na França.”

Atualmente, a Business France exporta duas empresas brasileiras para a França a cada mês. E todas, ou quase todas (98%), são empresas inovadoras a procura do mercado externo.

Tem o Silicon Valley, e não podemos lutar com o Silicon Valley, nem queremos isso. Só que ele tem um custo enorme. Seja do salário ou do investimento.

“Nesse sentido, a França é muito mais interessante para uma empresa brasileira, porque abre um mercado. Só para ter uma ideia, no financiamento a taxa de juros é dividida por quase 10, comparada à do Brasil.”

Entre os benefícios, Richard também cita o crédito, considerado o melhor do mundo. “Um crédito fiscal junto à inovação. Uma lei do bem, digamos assim, que foi considerada a melhor do mundo.”

Como empreender na França

O primeiro passo para começar a ganhar o mercado exterior e partir para empreender na França é, segundo Richard, ter um site em inglês. “Parece lógico, mas não é.”

Depois, é conhecer o mercado, do consumidor ou B2B, caso vá trabalhar com isso. Depois, pense na legislação local. “Uma lei mais fácil de entender, como a francesa.”

Como toda a sua experiência de levar empresas brasileiras para a França, e com o testemunho de quem já foi, Richard destaca que quem segue esse caminho fica apaixonado pelo país. “Claro, pelo queijo e vinho, o clássico. Mas também pela qualidade de vida e facilidade de investimento na França.”

Para ele, o recomendado é, primeiro, falar inglês, depois, francês. E terceiro, pensar na França como uma projeção mundial para sua empresa.

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *