Bernardinho: lições do esporte para empreendedores

Em jogos com ele em quadra, não havia como não notá-lo. Dono de um estilo único de liderar, ele levava o time para frente e trazia a vitória, mesmo quando ela era considerada impossível. Bernardinho é o maior campeão da história do vôlei e o maior medalhista olímpico brasileiro.

É ex-jogador e ex-treinador de voleibol, economista e empresário. Como treinador, acumula mais de 30 títulos importantes em 22 anos de carreira dirigindo as seleções brasileiras feminina e masculina. Hoje, é no mundo do empreendedorismo que ele faz sucesso.

Conversamos com Bernardinho no Hacking Rio, onde ele apresentou a palestra “Transformando suor em ouro: a transformação do Rio”. Ele explicou as três lições que aprendeu no esporte e hoje aplica no empreendedorismo.

3 lições aprendidas no esporte

Como jogador e treinador, Bernardinho aprendeu muitas lições. E hoje ele aplica essas lições no dia a dia de empreendedor. Confira a seguir quais são os três pontos mais importantes aprendidos por Bernardinho no esporte que você deve aplicar na sua jornada de empreendedor.

1 – Disciplina

“A primeira é disciplina. Para você empreender em qualquer área tem que ter disciplina. Tem que saber que tem que se preparar, preparar e preparar, tentar, acertar e errar.”

2 – Resiliência

“A resiliência vem dessa disciplina. De você realmente acreditar que com bons hábitos e a postura correta você vai chegar lá. Você vai perder, vai ganhar, vai dar certo, não vai dar certo. Você tem que seguir trabalhando.”

3 – Time

“Você quer realmente criar algo que transforme? Pensa em alguém, chama essa pessoa para fazer junto. Tenha um time. Você não vai conseguir da primeira vez, não vai ser fácil. Há uma série de desafios no seu caminho, mas você tem que seguir em frente. Para construir a ponte que vai te levar até lá tem que ser disciplinado.”

Você não faz nada sozinho. Time é a essência de tudo. Eu aprendi o valor do time jogando. O voleibol foi para mim um laboratório de lições muito importantes e valores fundamentais.

“É no dia a dia que você motiva as pessoas”

Um dos pontos fortes de Bernardinho em quadra era a motivação. Incansável, não era raro ver o treinador quase invadindo a quadra, com seus movimentos bruscos para orientar a equipe da melhor forma. Sua missão de fazer o time acreditar na vitória era cumprida com louvor.

“Mais do que motivar, é preciso criar um processo de disciplina. A motivação você cria colocando metas intermediárias, eles vão conquistando e você vai mostrando o crescimento. Assim você vai mostrando o seu comprometimento com eles. As pessoas se motivam muito quando sentem que têm esse apoio. Você cobra mas dá o suporte.”

Para ele, motivação é um processo que envolve muita relação pessoal. É conquistada no dia a dia, com pequenos passos para que todos do time possam chegar lá.

“Pessoas se motivam porque são apaixonadas pelo que fazem ou porque precisam daquilo. Mas acho que o processo é permanente, para construir um alto grau de motivação.”

O que é sucesso?

Bernardinho

Além de todo o sucesso no voleibol, Bernardinho também é um empreendedor. Ele é um dos sócios da EduK, uma startup que produz cursos online.

Segundo a consultoria Socialbakers, a EduK tem a segunda página de educação mais popular do Facebook no Brasil e a oitava no México, onde começou a operar em 2014.

Em dois anos, mais de 100 mil pessoas compraram os cursos da startup. No primeiro ano, o faturamento foi de R$ 7 milhões, subindo para R$ 26 milhões no seguinte.

Mas para Bernardinho, sucesso não tem a ver só com dinheiro. Assim como no esporte, é preciso se preparar para a vitória, mas também para os dias de derrota.

Sucesso é você ter a consciência de que fez o seu melhor. Você aprende nos dias de derrota, mas tem que aprender rapidamente, consertar e seguir em frente. Porque a derrota não é um fracasso, desistir é.

Para quem empreende como ele, ou planeja entrar nesse mundo, ele avisa: “Você não pode desistir. As dificuldades vão estar no caminho. Não existe caminho sem percalços. Eu diria que lidar com isso e seguir em frente é a coisa mais importante”.

Com vitória ou derrota, Bernardinho lembra que o mais importante é não ter o arrependimento de que poderia ter feito um pouco melhor ou se dedicado um pouco mais. “Esse sentimento não pode existir.”

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *