7 dicas para empreendedores de tecnologia

Que as startups estão invadindo o mercado e revolucionando o mundo corporativo não é novidade. Mas se você é um desses empreendedores de tecnologia deve saber que o desafio está só começando.

Para discutir o cenário de startups, criar oportunidade de negócios e compartilhar conhecimento para empreendedores de tecnologia, o Sebrae-SC organiza o primeiro evento dedicado a reunir todo o ecossistema de tecnologia do Brasil em Santa Catarina.

Startup Summit

O Startup SC Summit acontece nos dias 12 e 13 de julho, em parceria com a Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável e a ACATE. O evento vai reunir uma feira de negócios para startups, um palco com grandes nomes do empreendedorismo nacional e cinco trilhas paralelas de conteúdo: ecossistema, tecnologia, operação, corporate e cases.

Serão cinco espaços simultâneos com palestras, painéis e workshops. Mais de 1.500 participantes entre CEOs, investidores e empresários estarão presentes para se conectar e discutir inovação e tecnologia.

As inscrições estão abertas aqui.

Palestrantes dão dicas para empreendedores

empreendedores de tecnologia

1. Estude o mercado e ouça os clientes

Para André Krummenauer, sócio-fundador da Involves, empresa desenvolvedora do software para gestão de trade marketing Agile Promoter, o único milagre é a água benta que sai da testa: muito trabalho, energia e dedicação intensiva.

“O empreendedor deve investir dias e noites buscando informações sobre o mercado, estudar os possíveis clientes e as empresas que podem futuramente ser concorrentes, e especialmente conhecer a fundo as dores do público-alvo. Porque nenhuma ideia ‘brilhante’ se sustenta no mercado se não resolver um problema, reduzir custos, alavancar resultados ou agilizar o dia a dia do cliente.”

Sem isso, segundo ele, a inovação do projeto é inócua.‌ Esse estudo é fundamental na fase de planejamento do negócio e deve ser contínuo na vida da empresa.

No primeiro ano, quando a empresa ainda está se especializando no seu nicho e o produto está em desenvolvimento, é importante que o empreendedor de tecnologia conquiste os primeiros clientes como parceiros de aprendizagem. A todo momento a participação dos clientes é essencial.

“Proporcionar a troca de experiências e receber feedbacks são duas medidas que acarretam melhorias significativas no produto. Afinal, os clientes percebem problemas que, muitas vezes, podem ser resolvidos rapidamente.”

2. Cuidado com o efeito manada

De tempos em tempos, observamos no mercado febres de empreendedorismo. Vários estabelecimentos abrem vendendo o mesmo produto ou solução.

Para Guilherme Lopes, líder da Endeavor em Santa Catarina, isso é uma cilada.

“Um erro comum entre empreendedores é seguir o ‘efeito manada’, começar um negócio em um mercado que ele não conhece porque muita gente está investindo e parece algo seguro. Isso não é necessariamente verdade, portanto, comece por onde você mais conhece.”

3. Garanta presença na internet

Ter um domínio na internet é um meio para alcançar um universo de novos clientes. Diante do crescimento das vendas online e da consolidação das marcas nas redes, não há como abrir mão desse recurso.

“É imprescindível estar presente na internet por meio de um site, blog ou e-commerce, independentemente do tipo do seu negócio. Além de amplificar a divulgação, fortalece sua empresa no mercado e atrai clientes em potencial”, destaca Luiz D’elboux, gerente de Marketing da HostGator.

A empresa é um dos principais provedores de hospedagem de sites e outros serviços relacionados à presença online do mundo. Ter um canal na web pode aumentar a proximidade e melhorar o relacionamento com os clientes, além de ampliar o alcance do seu negócio, atuando como uma estratégia importante de vendas.

Por isso, se você tem a intenção de expandir o seu empreendimento, comece pela internet que, no fim das contas, é uma janela para o mundo.

4. Pense em ofertas “puxadas” por demandas do mercado

Criar, manter e escalar um negócio exige muita dedicação e foco dos fundadores. Além de uma conta bancária razoável, sem qualquer garantia de sucesso, pois é um mundo de incertezas. Por mais bem planejado que seja, não é possível prever tudo o que pode ocorrer. Por exemplo oscilações de mercado ou aceitação do cliente.

Portanto, a imprevisibilidade é inerente à atividade de empreender. Por isso demanda muita persistência, validações, aprendizagem, pivotar se necessário, inspiração e muita transpiração.

No entanto, devemos lembrar que não existe dinheiro no mundo que sustente um negócio por muito tempo quando a sua oferta não resolve um problema ou quando não existe uma necessidade do mercado a ser atendida.

“Na trajetória de um empreendedor de tecnologia, é preciso assumir os riscos e percebê-los como obstáculos a serem superados para se alcançar o sucesso, mas pense sempre em ofertas ‘puxadas’ por demandas não atendidas do mercado”, destaca Moacir Marafon, um dos sócios diretores da Softplan, uma das principais empresas de software de SC.

5. Tenha persistência

Persistência é fundamental para empreender. O caminho até o sucesso é muito desafiador, e é preciso não aceitar o não como resposta. Se uma porta se fecha, a regra é não desistir e procurar outro caminho para cumprir a demanda.

Marcos Mueller, CEO do programa Darwin Startup, participa da seleção de empresas iniciais que serão aceleradas e destaca que uma das características que mais chama a atenção na hora da escolha é a proatividade do empreendedor e vontade de fazer dar certo.

“Acreditamos que uma boa equipe é capaz de construir o sucesso. É necessário força para colocar em prática uma ideia e persistência para sobreviver aos desafios.”

6. Explore as ferramentas corretas

Abrir um negócio envolve vários desafios e muitos deles podem tomar mais tempo do que deveriam. Para evitar retrabalho ou esforço desperdiçado, uma dica para quem está investindo em um novo negócio é tirar o máximo de proveito das ferramentas e tecnologias disponíveis atualmente.

Um bom empreendedor precisa ter uma visão geral de tudo o que acontece na empresa, mas fazer tudo isso com qualidade é uma tarefa muito árdua. Por isso, contar com soluções que facilitem o dia a dia pode ser um caminho mais fácil e viável para alcançar e manter o sucesso da empresa.

“Ter o apoio da tecnologia para processos burocráticos ou financeiros, por exemplo, pode fazer a diferença entre uma organização bem gerenciada e o caos nos negócios”, defende Piero Contezini, CEO e cofundador da startup Asaas.

7. Conheça seu cliente como a palma da sua mão

O mercado de tecnologia é amplo e as possibilidades são inúmeras. Portanto, quem quer empreender nele precisa definir um segmento inicial e focar em conhecer verdadeiramente seu cliente.

É no que acredita Sílvia Folster, CEO da Cianet. A empresa é provedora de soluções em comunicação de dados e especialista em provedores regionais de internet.

“Muito se fala em desenvolvimento do cliente. Mas ainda há uma distância entre a real necessidade e as várias ofertas efetuadas de maneira desconexa. Se uma solução vem a atender uma real necessidade, foque em uma boa proposta de valor, valide seu modelo de negócios e vá em frente.”

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *