3 maneiras de usar a tecnologia na gestão de franquias

O ano começou com boas notícias para as franquias. Dados preliminares indicam que houve uma expansão de 5% no número de unidades e de 7% na receita do setor em 2018, segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF).

A recuperação da economia foi um dos motores, mas houve outros. Na visão do presidente da ABF, André Friedheim, o investimento das redes em tecnologia para as operações está entre eles.

“Apesar de termos enfrentado um ano ainda desafiador, marcado pela greve dos caminhoneiros e altos e baixos na economia, o franchising colocou à prova seus fundamentos básicos, como o trabalho em rede, os ganhos de escala, e as redes, de forma geral, procuraram manter o foco em inovação, aportando tecnologia às suas operações e investindo em novos formatos”, afirmou Friedheim durante a divulgação dos dados.

Mas como a tecnologia pode ajudar na gestão de franquias?

gestão de franquias

Ferramentas inovadoras são fortes aliadas para o crescimento consistente de uma rede.

Na verdade, dada a capilaridade de alguns franqueadores, a única maneira de obter informação relevante para acompanhar o desempenho das unidades e dar suporte a elas envolve a adoção de plataformas tecnológicas.

Confira a seguir três ferramentas indispensáveis para a gestão de franquias.

Para acompanhar as vendas das unidades

Um dos principais desafios das redes de franquias é acompanhar as vendas de cada unidade. Plataformas de gestão de relacionamento com clientes (CRM) podem ser peças chave para executar essa tarefa.

É nesse tipo de sistema que as equipes comerciais registram os dados dos clientes e todos os passos de cada negociação – quantas visitas foram realizadas, quem participou das reuniões, quando foram feitas ligações, que propostas foram enviadas, quais as metas de cada vendedor, entre outros.

Na prática, é como se cada franqueado fosse um vendedor. Para o franqueador, usar o sistema permite traçar um mapa de rendimento das unidades, apresentando indicadores como número de clientes, volume de vendas e evolução do faturamento de maneira clara.

“Com as métricas certas, o CRM se transforma em um termômetro do desempenho das unidades franqueadas, auxiliando no monitoramento completo de métricas que permitem identificar e solucionar possíveis falhas”, diz Gustavo Paulillo, CEO do Agendor, plataforma de aprimoramento comercial e sistema de CRM.

Entre os mais de 3 mil clientes pagantes do Agendor (há também uma versão gratuita do aplicativo) estão empresas que utilizam o modelo de franquias, como a rede de gráficas rápidas Alphagraphics.

Um dos diferenciais da plataforma é o chamado fluxo inteligente de atividades, que apresenta perguntas e propõe ações quando o usuário termina uma tarefa, faz ou recebe uma ligação de um cliente ou ainda após o horário de uma reunião agendada.

Para gerir as cobranças

As franquias têm a seu favor um back office estruturado. Por mais que seja a primeira experiência como empreendedor, o franqueado não começa do zero.

Ele tem produto, marca, localização e mercado já validados. Entretanto, no dia a dia, o franqueado enfrenta desafios semelhantes aos de empreendedores que apostam em um negócio inédito.

Lidar com a inadimplência é um deles. Dependendo do produto/serviço vendido, o pagamento pode ser feito parcelado ou no final de um período, e cabe ao empreendedor garantir que as contas estejam em dia.

Essa função ocupa, em média, uma hora do dia de empresários de pequenos negócios. Com automação, entretanto, o tempo pode ser reduzido para 15 minutos.

Tecnologias, como a da Asaas, ajudam a simplificar processos diários como o da cobrança. O software da empresa permite a automatização de pagamentos, gerando uma cobrança, lembrando do seu vencimento e, se preciso, cobrando por diferentes canais a efetivação do pagamento.

A tecnologia já conseguiu reduzir em 55% o índice de inadimplência dos clientes de seus usuários, transformando um processo desconfortável e desagradável em uma atividade simples, prática e efetiva.

Para a gestão de presença e registro de ponto

Outro desafio para as franquias é a gestão de presença dos funcionários. Investir em tecnologias como reconhecimento facial, biometria, IoT (Internet das Coisas) e cloud computing para o registro de ponto dá mais segurança jurídica tanto para a empresa quanto para os colaboradores, além de trazer outras vantagens.

Pensando em facilitar a gestão de presença da equipe, automatizar processos e reduzir custos, a regional de Florianópolis da Smart Fit — uma das maiores redes de academias no Brasil — contratou as aplicações da Ahgora, empresa que desenvolve softwares e hardwares de gestão de ponto e acesso.

“É um novo modelo de gestão que nos permite ter mais tempo para desenvolver os nossos profissionais. Todas as informações são transmitidas em tempo real, o que nos dá uma visão ampla do dia a dia de cada unidade e podemos acompanhar por meio do nosso smartphone ou tablet, o que é muito prático”, afirma Luciana Sukys Cantarella, gerente da regional de Florianópolis da rede.

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *